A Met Gala e o “catsuit” de Bella Hadid

As críticas até nem foram muito favoráveis, mas Bella Hadid atraiu a atenção das câmaras e dos fotógrafos, e isso é o que mais importa. Para a Met Gala deste ano, a modelo do momento optou por um vestido-silhueta transparente desenhado por Alexander Wang que não deixou ninguém indiferente.


E se uns acham que desiludiu e outros que surpreendeu, o certo é que o bodycatsuit, jumpsuit ou fato-macaco (chamaram-lhe várias coisas) ajustado ao corpo com que decidiu apresentar-se na gala de homenagem a Rei Kawakubo tem sido o mais comentado.

A espetacular figura de Bella Hadid e o seu decote vertiginoso não chegaram, no entanto, para ofuscar o brilho das muitas estrelas que, com o é de costume, iluminaram o ambiente da gala de Moda que todos os anos o Metropolitan Museam of Arte de Nova York realiza no dia 1 de Maio.

Desta vez, em tributo à famosa estilista japonesa que fundou a Comme des Garçons, uma edição que ficará na história da indústria moda já que, depois de Yves Saint Laurent, em 1983, Rei Kawakubo é a segunda figura do setor a dar o tema à Met Gala ainda em vida.

Copyright © 2016 Jornal T

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosMédias