Angela Ahrendts, a diretora mais bem paga dos EUA, é uma apaixonada por moda

Nova Iorque (TRENDSmérica) – A executiva Angela Ahrendts converteu-se na mulher mais bem paga dos Estados Unidos ao ganhar um salário de quase 83 milhões de dólares por ano no seu trabalho como supervisora de venda para atacado e mundo em linha da gigante americana da tecnologia Apple.

A executiva Angela Ahrendts - Foto: DR

Trata-se de uma mulher que pisa com força na indústria da moda, pois em 1989 foi contratada pela Donna Karan Internacional para trabalhar no desenvolvimento da marca de luxo e na concessão de licenças. Foi diretora-geral da Burberry de 2006 a 2013 e, no passado 14 de outubro, começou a fazer parte da equipa executiva da Apple, como vice-presidente sênior e supervisora de vendas no atacado e mundo em linha, entre outras atividades.
 
De acordo com a agência noticiosa Bloomberg, a diretora teria recebido um total de 82,6 milhões de dólares ano passado, o que a coloca no topo da lista das mulheres mais bem pagas dos Estados Unidos, à frente da chefe de finanças da companhia Oracle Corp., Safra Catz, com 71,2 milhões de dólares, e da diretora-executiva do Yahoo, Marissa Meyer, com 59 milhões de dólares.
 
Voltando ao salário anual de Ahrendts, a cifra supera em nove vezes o salário do próprio diretor-executivo da Apple, Tim Cook, que ano passado teve um salário de 9,2 milhões de dólares.
 
A companhia Burberry tem muito a ver com esse salário milionário, uma vez que no valor que Ahrendts ganhou ano passado também se incluem bónus e outras compensações que a empresária obteve ao abandonar a companhia de moda britânica.
 
Por sua parte, a diretora de 54 anos centra os seus próximos planos para a empresa de Steve Jobs no crescimento da multinacional na China e em aumentar as vendas em linha.
 
A sinergia entre a Apple e a moda
 
A norte-americana sempre se interessou pela indústria da moda e quando pequena costurava a sua própria roupa. Com o passar dos anos descobriu que tinha um dom maior para os negócios, uma qualidade que, ao invés de afastá-la da moda, aproximou de si ainda mais suas aptidões.
 
Um dos seus papéis-chave na Apple foi a supervisão do lançamento do relógio inteligente Apple Watch e seu posicionamento em prestigiosas lojas, como Colette em Paris (França) e Dover Street Market em Londres (Reino Unido).
 
Além disso, a executiva propiciou desde o início a sinergia perfeita e complementar entre Apple e moda, retransmitindo desfiles em direto e colocando em venda em linha algumas das peças mais cobiçadas das passarelles mais prestigiosas.
 
Também introduziu os iPad e as etiquetas interativas de algumas peças em seus pontos de venda.
 
Por outro lado, graças à sua participação na Apple, Ahrendts conseguiu realizar várias mudanças muito positivas na política das lojas dos dispositivos iOS.
 
Uma delas – talvez a mais importante – foi a transformação na forma de atendimento para o suporte técnico e possíveis dúvidas nas lojas da Apple (Apple Store), onde o tempo de espera foi reduzido consideravelmente.

Copyright © 2018 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.

Moda - Pronto-a-vestirPersonalidades
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER