CEO do veículo de investimento da família Pinault demite-se

Patricia Barbizet, que geriu os investimentos de uma das famílias mais ricas de França e ajudou os Pinault a transforarem a Kering num dos maiores grupos de luxo do mundo, prepara-se para deixar a holding Artemis ao fim de quase 30 anos.


Barbizet no Women's Forum em Deauville, França, 2011 - Photo: Kering

Barbizet, que foi CEO da Artemis e anteriormente ocupou cargos de responsabilidade na fabricante de automóveis Renault e na leiloeira Christie’s, irá concentrar-se nos seus projetos pessoais, disse a Artemis em comunicado.
 
A Artemis, fundada pelo empresário multimilionário François Pinault, tem uma participação de mais de 40% na Kering – o grupo que administra marcas como Gucci e Alexander McQueen e também é proprietário da Christie’s e de vinhos como Chateau Latour.
 
Os seus ativos consolidados valem mais de 30 mil milhões de euros ($36 mil milhões), de acordo com o seu website.
 
Ao longo dos anos, a Kering deixou de ser um grupo de consumo, proprietário de retalhistas francesas como a Fnac e a cadeia de grandes armazéns Printemps, para se transformar numa empresa exclusivamente focada no luxo, evolução que aconteceu através de uma sequência de aquisições e vendas.
 
Pinault começou a construir a sua fortuna como comerciante de madeira.
 
O seu filho, François-Henri Pinault, atualmente presidente e CEO da Kering, irá assumir o papel de Barbizet na Artemis, de acordo com o jornal Le Figaro. 

Traduzido por Estela Ataíde

copyright_reutersapi

LuxoNomeações