Chanel apresenta o seu jardim das delícias da alta-costura

Realizado num jardim francês clássico digno de André Le Nôtre, o desfile da mais recente coleção de alta-costura da Chanel foi arejado e leve. “Leve, é claro, pois é de leveza que precisamos nestes tempos difíceis", brincou Karl Lagerfeld no backstage, acompanhado por Rita Ora e Inès de la Fressange.
 

Ver o desfile
Chanel - primavera-verão 2018 - Alta-Costura - Paris - © PixelFormula

A sensação era de se estar a ser transportado para o Château de Villandry. A madeira talhada, os caminhos geométricos perfeitos, as imensas fontes, os relvados e as milhares de rosas de brincar que escondiam as redes verdes, foi tudo construído para dois desfiles de 20 minutos dentro do Grand Palais.

O elenco de modelos desfilou numa passarela de terra batida, sem perder o vínculo com as flores. Nos pés, botas cobertas de micro-paetés com saltos Perspex e nas cabeças véus cobertos por delicadas orquídeas de tecido e peónias.

Na abertura do desfile, as modelos usaram o fato de tweed colorido típico da Chanel, mas com comprimento abaixo do quadril e ombreiras nesta temporada. Mas, Karl Lagerfeld não se privaria de derivar o desfile num mundo de fantasia, com belas saias de pétalas de mousseline e vestidos ​dignos de uma tarde ensolarada de maio em Giverny.

Mas, os destaques do desfile foram certamente as lindas túnicas compostas por micro-flores, nenhum tipo particular de flor, mas uma mistura de pequenos botões. Para os vestidos mais formais, o designer alemão ofereceu uma versão revisitada do Little Black Dress (pequeno vestido preto), com uma cascata de mousseline leve, e seguido de peças tão impressionantes quanto esta, como um vestido preto e prata e combinações metálicas semi-transparentes.
 

Ver o desfile
Chanel - primavera-verão 2018 - Alta-Costura - Paris - © PixelFormula
 
Uma coleção de beleza delicada que lembrou às 600 pessoas presentes no desfile o que é a Alta-Costura: reunir imagens de uma moda nunca antes vista.

Para enfatizar a impressão de uma visão da natureza relacionada com a moda e a tecnologia, a banda sonora incluiu os temas Thrown, da dupla techno Kiasmos, e Cascada, do músico eletrónico escocês Konx-Om-Pax.
 
Karl Lagerfeld fez a sua tradicional reverência com uma noiva, que normalmente apresenta com exclusividade nos desfiles de Alta-Costura,  acompanhada pelo seu "neto" e protegido, Hudson Kroenig, este vestido em jeans brancos e túnica, carregando uma cesta de flores. Sempre generoso, Karl Lagerfeld acaba de o presentear com um apartamento à beira-mar em Miami, que se soma ao apartamento perto de Gramercy Park, em Nova Iorque.

"Na minha idade, é muito bom dar presentes às pessoas que amo. Mas, eu sempre lembro ao Hudson que se ele deixar os estudos, tudo isso desaparecerá!", pontuou o couturier alemão ostentando uma barba nova. "Tenho um cabeleireiro que vem ao meu apartamento para a cortar. Não usava barba desde o final da década de 70, mas sempre tive rabo de cavalo. Odeio ter cabelo encaracolado", exclamou, tocando o braço de Rita Ora, uma marca clássica de afeto do designer.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosColeção