Cherryapaya é também para as mamãs e os papás

Alargar o mercado às mães e pais é o próximo passo estratégico da Cherypapaya, marca portuguesa criada há quatro anos por Sandra Barradas, 46 anos, uma engenheira têxtil que antes de se tornar empresária fez carreira na ITV, na Camilo Pinto (como diretora de produção) e na Organtex (onde trabalhou com a Nike, Adidas e Armanim, entre outras marcas).


“Vamos fazer camisas e t shirts para as mães e os pais usarem, com os mesmos tecidos e a mesmíssima onda divertida da roupa que fazemos para as crianças”, conta Sandra, uma alentejana de Portalegre que estudou na Covilhã e trabalhou em Braga antes de, há cerca de 20 anos, ter deitado âncora no Porto.

“As crianças adoram ver a mãe vestida com uma sweater igual à delas”, afirma a empresária, que decidiu criar a marca Cherrypapaya quando Sofia, a mais velha das suas duas filhas, teve uma fase de birras porque só queria vestir roupas da Minnie ou da Hello Kitty.

“Percebi que a generalidade da roupa de criança existente no mercado não era nada divertida”, explica Sandra, que inaugurou este mês a primeira loja física da marca, no Aviz (rua Pedro Homem de Melo, 270), Porto.          

Estender aos pais o âmbito geográfico da marca é apenas um dos vetores do crescimento programada para a marca, que está apostada no total look para criança, na sequência de uma parceria estabelecida com a marca de sapatos Coolis, que se tornará visível já na coleção cápsula que a Cherrypapaya vai lançar por ocasião do Natal.

Todas a roupas e acessórios da Cherrypapaya são made in Portugal. “A nível de qualidade, não se encontra no mundo ninguém que faça melhor do que em Portugal. E eu sei como fazer bem as coisas. Como sei a diferença entre o bom e razoável e não consigo conceber a minha marca de outra forma – tem de ser a melhor -, não podia deixar de fabricar tudo no nosso país”, conclui Sandra.   

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirColeção