Coach compra Kate Spade e quer ser a LVMH americana

A Coach, marca americana reconhecida pela venda de bolsas de luxo a preços mais acessíveis, avançou para a compra da Kate Spade por 2,4 mil milhões de euros. O objetivo é aumentar o seu portfólio de marcas e ajudar a Coach a marcar posição num mercado cada vez mais cheio.

Coach

Construir um império como a LVMH é o que os administradores da Coach têm em mente, apenas com duas diferenças centrais: a primeira é ser um grupo com um estilo assumidamente americano e a segunda é ter preços mais acessíveis. As bolsas Coach custam entre 285 e 3 mil dólares e as Kate Spade entre 100 e 500 dólares – comparando com a Louis Vuitton, detida pela LVMH, que tem bolsas entre os 970 e os quase 16 mil dólares.

“A aquisição da Kate Spade é um passo importante para a evolução da Coach como uma organização multimarca, focada no consumidor”, disse Victor Luis, chefe-executivo da marca que, no último trimestre, perdeu cerca de 40% das vendas em lojas próprias. A culpa é atribuída à estratégia de promoções e às muitas lojas outlet que detêm, fazendo com que os consumidores não estejam dispostos a pagar os preços originais das bolsas Coach.

Nos últimos meses, especula-se que o grupo Coach vai também comprar a Burberry e que estaria na linha de frente para a compra da Jimmy Choo, cadeia de lojas de sapatos de luxo.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

Luxo - AcessóriosLuxo - DiversosDistribuição