Diretor da ARCOmadrid convencido do sucesso da ARCOlisboa em maio

O diretor da ARCOmadrid mostrou-se hoje convencido de que a segunda edição da Feira Internacional de Arte Contemporânea de Lisboa, a realizar de 18 a 21 de maio, vai ser “um sucesso ainda maior” do que a primeira.

“A ARCOlisboa do ano passado foi um sucesso, e acredito que a de este ano será um sucesso ainda maior”, disse Carlos Urroz à agência Lusa, à margem da apresentação do certame português, feita hoje na capital espanhola, no segundo dia da 36.ª edição da ARCOmadrid.

ARCOLisboa 2016 - Foto: Reprodução

O diretor da ARCO assegurou que este ano haverá “mais galerias e um programa de atividades muito interessante”, sem revelar mais detalhes sobre a feira de Lisboa.

“Lisboa é uma cidade onde se está a passar muita coisa, a abertura do MAAT [Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia], a abertura de novas galerias, e há muito público internacional que quer ir a Lisboa este ano”, afirmou Carlos Urroz.

Para este dirigente da IFEMA (Feira Internacional de Madrid), que organiza as feiras de arte nas duas capitais ibéricas, o objetivo é “satisfazer” as galerias portuguesas e dar “visibilidade” à arte portuguesa.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa lançou hoje um apelo em Madrid para que, nos próximos anos, se reforce a “parceria” que a autarquia tem com a ARCOmadrid, na realização da Feira Internacional de Arte de Lisboa.

O autarca Fernando Medina apresentou, na capital espanhola, a segunda edição da ARCOlisboa numa operação de charme para levar a Portugal as galerias e os investidores espanhóis e internacionais.

“Quero dizer a todos que a nossa aposta não é para um ou dois anos, é para uma parceria que se prolongue no futuro”, disse o presidente da autarquia lisboeta, acrescentando que, na estratégia da capital para os próximos anos, “a arte é central”.

Para Fernando Medina “é importante Lisboa estar cada vez mais nos circuitos internacionais de arte contemporânea” e é necessário “acarinhar” o projeto.

Uma das novidades deste ano da ARCOlisboa vai ser a realização, à margem do certame, de um encontro dos diretores ou representantes dos museus de toda a Península Ibérica para “trazer também uma dimensão, ou uma reflexão, não comercial”, segundo fonte da Câmara Municipal de Lisboa.

A primeira edição da ARCO Lisboa, que decorreu de 26 a 29 de maio do ano passado, contou com mais de 12.800 visitantes e a presença de 45 galerias de oito países, 18 delas portuguesas, segundo a organização.

Copyright © 2018 Agência LUSA. Todos os direitos reservados.

DecoraçãoArte na mesaHotelariaGourmetEstilo de vida - DiversosSalões de Moda