Diretor de marketing da Ferragamo deixa a empresa

O diretor de marketing e comunicação da Ferragamo, Antonio Burrello, está de saída do grupo, disseram duas fontes com conhecimento sobre o assunto, sinalizando mudanças adicionais na administração da empresa calçadista de Florença.


Antonio Burrello

Antonio Burrello ingressou na Salvatore Ferragamo em janeiro de 2017, pela mão do pelo ex-CEO Eraldo Poletto, que ficou apenas um ano e meio no cargo.

A Salvatore Ferragamo desligou-se de Poletto em março, um ano após o ex-executivo da Furla divulgar um plano que visava atualizar o estilo dos produtos do grupo e aumentar o seu apelo para uma clientela mais jovem.

Após a saída de Poletto, o presidente Ferruccio Ferragamo assumiu o comando do grupo. Em abril, no entanto, Micaela Le Divelec, executiva da Gucci, foi nomeada gerente geral.

Segundo analistas da Jefferies, em comunicado, a empresa estava a demorar demasiado para escolher um novo CEO, e a turbulência administrativa era prejudicial, enquanto a esperada nomenclatura da Le Divelec seria positiva para as ações da empresa.

"Micaela Le Divelec… conhece bem tanto o setor quanto a família. O feedback das pessoas de dentro do setor é forte e, embora a tarefa seja desafiadora, a sua provável nomeação seria positiva", disse a corretora.

A Ferragamo divulgou um aviso de lucro em dezembro e enfrenta quedas nas vendas e na rentabilidade, em parte devido à limpeza dos stocks. A família controladora cedeu uma participação de 3,5% no grupo com um grande desconto na semana passada.

A família Ferragamo, que agora possui 65% da empresa, famosa pelos sapatos usados por estrelas de Hollywood como Audrey Hepburn, negou repetidamente qualquer intenção de venda.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2018 Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - CalçadosNomeações