Dolce & Gabbana regista aumento no lucro líquido

A Dolce & Gabbana encerrou em 31 de março de 2017 o exercício fiscal de 2016/17 com um volume de negócios de 1.296 mil milhões de euros, um aumento de 9% em relação ao ano anterior, de acordo com o balanço divulgado pelo site Financial Business Insider Italia. A D&G Srl, que controla o grupo, obteve um dividendo de 57,6 milhões de euros por parte da Dolce & Gabbana Holding. Esta última é responsável pela Dolce & Gabbana Trademarks, proprietária das marcas do grupo, e da Dolce & Gabbana Srl, que gere a parte operacional do negócio de vestuário e acessórios em Itália e no estrangeiro.


Domenico Dolce e Stefano Gabbana no final do desfile realizado em setembro de 2017, em Milão - © PixelFormula

O balanço consolidado da D&G mostra um lucro líquido de 80 milhões de euros ao longo do período, um valor quatro vezes superior aos 17,93 milhões alcançados em 2015/16. O lucro operacional bruto (EBITDA) foi de 168 milhões. O resultado deve-se, principalmente, ao aumento das vendas, especialmente em Itália, que representou 24% das vendas totais, com o resto da Europa a representar 27%, o continente americano 13% e o Japão 6%.

A forte presença da Dolce & Gabbana no mercado doméstico impulsiona a marca italiana a multiplicar iniciativas no estrangeiro. A 4 de outubro, a marca organizou um desfile de moda em Tóquio nas lojas de departamento Isetan, para o qual a dupla criativa Domenico Dolce e Stefano Gabbana produziu uma coleção especial. Em outubro, a marca abriu o seu primeiro outlet no México, no Premium Outlets Punta Norte, na região noroeste do país.
 
Por fim, para o Natal, a marca vai estabelecer uma operação importante com a marca de luxo londrina Harrods. A colaboração prevê o lançamento de produtos exclusivos e a presença da marca em toda a loja, de 2 de novembro a 28 de dezembro. Estão previstos um corner, uma árvore de natal no exterior, decoração das vitrines e a instalação de um mercado tradicional italiano.

Do ponto de vista das várias redes de distribuição, as vendas por atacado da Dolce&Gabbana aumentaram 8,7% em 2016/17, as vendas do retalho aumentaram 7,1% para 769 milhões de euros,  enquanto a renda proveniente das licenças diminuiu 9,2%, para 61,2 milhões de euros.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosNegócios