Fashion Week parisiense, pontos fortes a serem conferidos

Depois de Nova Iorque (de 10 a 17 de setembro), Londres (de 18 a 22) e Milão (de 23 a 29), Paris receberá o bastão da maratona das coleções de pronto-a-vestir feminino para a primavera-verão 2016. Uma semana de moda que se estende ao longo de nove dias, da terça-feira, 29 de setembro, a quarta-feira, 10 de outubro, ao longo da qual várias marcas darão seus primeiros passos, sendo que outras saem do calendário.

Coleção verão 2015 de Christelle Kocher

Cerca de 5.000 visitantes são aguardados para esta nova Fashion Week com 91 desfiles previstos (número ainda provisório), ou seja, quase o mesmo número que em setembro de 2014. As festividades vão desenrolar-se em especial no Palais de Tokyo, centro nevrálgico dos desfiles, assim como em outros sítios da capital, como Grand Palais, Jardins des Tuileries, Docks no Sena ou no Palais des Beaux-Arts.
 
Será Lucien Pellat-Finet que abrirá o baile dos desfiles, na terça-feira, 29 de setembro, ao lado dos dois novos nomes que se estreiam na semana parisiense, a marca Aalto, presente em março passado em Paris e seu criador de origem finlandesa Tuomas Merikoski, exibirá um universo urbano, 'arty' e resolutamente moderno em sua segunda coleção.
 
No mesmo dia, a revelação do passado Designers Apartment, Christelle Kocher, desfilará com sua marca Koché. A diretora artística dos Ateliers Lemarié (casa de arte especializada no trabalho com plumas), antiga assistente de Dries Van Noten e 'ex-senior designer' ao lado de Thomas Maïer para a linha feminina da Bottega Veneta, e recente semifinalista do Prémio LVMH, exibirá uma coleção na qual bordados, plumas e jogos de materiais aliam-se a um vestuário descolado e singular.
 
Na quarta-feira, 30 de setembro, será a vez, dentre outros, de Guy Laroche e da segunda coleção do Americano Adam Andrascik, da Maison Margiela e John Galliano, de Lemaire, Dries Van Noten, Alexis Mabille, seguidos quinta-feira, 1º de outubro, por Chloé, Paco Rabanne, Balmain, Rick Owens, Lanvin, da jovem marca francesa Vêtements, bem notada durante a primeira fashion week masculina, e, na Carven, da primeira coleção primavera-verão do duo Alexis Martial e Adrien Caillaudaud.
 
Além dos desfiles da Loewe, Chalayan e Dior, anunciados para a sexta-feira, 2 de outubro, o outro ponto forte desta jornada respeita à Balenciaga, que exibirá a última coleção do designer Alexander Wang. O sábado, 3, verá Guillaume Henry assinar sua primeira coleção de verão na Nina Ricci e, entre aquelas de grande quilometragem, Kenzo, Ungaro, Céline, Alexander McQueen desfilarão no domingo, 4, Saint Laurent, Hermès e Rykiel, na segunda-feira, 5, Chanel, Agnès b. e Valentino, na terça-feira, 6, Louis Vuitton e Miu Miu, na quarta-feira ,7.
 
Vale realçar este ano a ausência do criador Damir Doma, que anunciava há pouco não mais querer desfilar em Paris e sua vontade de voltar a centrar suas atividades em Milão.

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDesfiles