Feira de moda Pure London traz peças exóticas e continentais

O tráfego de pessoas foi moderado, mas o humor efervescente na Pure London, a feira de moda do Reino Unido, que nesta temporada transitou entre viagens interplanetárias, designs étnicos e exóticos, e roupas esportivas de alta tecnologia.

O evento de três dias terminou na noite de segunda-feira e foi realizado no Olimpia, o gigantesco espaço de exposições inaugurado em 1886 e localizado em Hammersmith.


Desfile no evento Pure London, realizado no espaço Olympia

Cerca de 800 marcas ocuparam o gigante espaço histórico de eventos, que já recebeu personalidades de todos os tipos, do general Charles de Gaulle (que o usou como ponto de reunião do exército livre francês, em 1940) a Jimi Hendrix e Pink Floyd, que fizeram shows nos anos 60.

Debaixo do teto gigante de ferro forjado branco e vidro, o Pure London teve desfiles, apresentações, entrevistas e seminários de designers famosos, como a estilista punk escocesa Pam Hogg, que fez o discurso principal, e o rapaz do norte da Inglaterra, Henry Holland, que contou como equilibra o seu trabalho como designer e empresário. Os seminários com especialistas da indústria tiveram também a participação do autor deste artigo.
 
Um dos temas mais abordados no evento foi a etnia. A passarela central teve a palavra Kinship (parentesco) no pano de fundo, e marcas como Jessica Russell Flint Design apresentaram padrões tropicais e Hippie Chic. Uma das marcas apresentadas chamava-se mesmo Zen Ethnic.

O evento aconteceu no mesmo fim de semana em que o britânico Chris Froome ganhou o seu quarto Tour de France, o evento de ciclismo mais importante do mundo. Por esse motivo, um dos stands mais movimentados foi o Eurosport, considerado o lar do ciclismo. Os gráficos quebrados em ziguezague da marca, estampados ​​em calções de corrida, tops tecnológico e luvas sem dedos, pareceram muito sincronizados com o momento. A Fusionwear da Arys, marca de Berlim, apresentou roupas para corrida, calças e perneiras, ideais para correr em torno de Tiergarten ou para ir aos night-clubs, dançar ao som Deep House na cobertura de uma danceteria. A marca Eivy, com sua tag line "Unbored Unboard" também impressionou. A elegante marca sueca trouxe peças quentinhas, com capuz, e calças com padrões de abacaxi. Apesar do tempo chuvoso na maior parte do fim de semana, dezenas de stands mostraram muita moda praia.
 
Diversas marcas trouxeram tecidos revolucionários e naturais, como a Montado, marca portuguesa diferenciada que usa a cortiça como a sua matéria-prima chave, em bolsas, ténis, carteiras, cadernos e até mesmo chapéus Panamá.

O Pure London é considerado o principal evento de moda comercial do Reino Unido, e traz coleções de moda feminina, calçados, acessórios e moda jovem. As principais secções trouxeram marcas como Pure Man, dedicada à moda masculina, Turkish, com uma grande área só para ela, e uma área especial para Premium Emerging Designers. A próxima edição do evento estará de volta ao Olympia de 11 a 13 de fevereiro de 2018.

 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosModa - CalçadosDesportoDenimLingerieBalneárioÓculosTêxtilModa - DiversosSalões de Moda