Hermès homenageia Leïla Menchari no Grand Palais

A Hermès anunciou uma importante exposição em Paris, centrada no universo de Leïla Menchari, figura histórica da grife de luxo que, por 35 anos, imaginou, criou e implementou as decorações das vitrines da marca. "Hermès à tire-d’aile - Les mondes de Leïla Menchari", é o título da exposição, que será realizada no Grand Palais de 8 de novembro a 3 de dezembro de 2017.


Retrato de Leïla Menchari, 1985 - ph Edouard Boubat
 
A exposição, cuja cenografia foi confiada a Nathalie Crinière, será organizada em torno de oito espaços que se conectarão com as decorações encantadoras da artista. Um trajeto pensado para para fazer o visitante mergulhar no universo fantástico e poético da decoradora, famosa por suas viagens ao Oriente, onde ela garimpava os objetos mais inesperados.

"Pintores, escultores, artesãos de couro, de mosaicos, pedreiros, fabricantes de vidro, muitos acompanharam a artista para criar com excelência os objetos e decorações de suas vitrines incríveis", declarou a grife.

Formada pela escola de Belas-Artes de Tunes, Leïla Menchari prosseguiu seus estudos em Paris, na École Nationale Supérieure des Beaux-Arts. Apaixonada pelos tecidos, ela frequentou o mundo da moda enquanto modelava para Guy Laroche. Em 1961, ela se apresentou a Hermès com seus desenhos debaixo do braço em busca de um emprego. A responsável pelas vitrines da época, Annie Beaumel, então lhe pediu: "Desenhe-me seus sonhos".

Não foi necessário muito para a jovem artista de origem tunisiana liberar a imaginação e virar assistente de Annie Beaumel, antes de se tornar sua sucessora, em 1978. Neste mesmo ano, Menchari assumiu a direção do comitê cores de seda, supervisionando, entre outros, a famosa paleta de cores dos famosos carrés Hermès.
 
Vitrina da loja Hermès na rue du Faubourg-Saint-Honoré, assinada por Leïla Menchari para o inverno de 2008 - Hermès ph Véronique Mati

Em 2013, lhe foi confiada a delicada missão de criar as célebres vitrines da loja Hermès situada no número 24 da rue du Faubourg-Saint-Honoré, onde se encontra a loja da sede histórica da maison, antes de passar a tocha para Antoine Platteau, em 2014.

Junto com a exposição, em novembro, será lançado o livro Leïla Menchari, la Reine Mage, co-editado com Actes Sud. Um volume de 432 páginas e 147 ilustrações, escrito por Michèle Gazier.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - AcessóriosEventos