Inditex, segundo maior grupo do mundo em distribuição têxtil

A Inditex se mantém entre os 50 maiores grupos de distribuição do mundo, segundo a lista de clasificação Global Powers of Retailing, na qual a companhia do dono da Zara desce um posto para se situar na 45.ª posição.

Inditex é o segundo maior grupo do mundo em distribuição têxtil

O relatório, que anualmente é elaborado pela consultadoria Deloitte e pela revista Store, baseia-se no volume de vendas obtido pelas 250 maiores empresas do setor da distribuição durante o exercício 2014.
 
Segundo a mesma fonte, a Inditex figura como o segundo maior grupo do de distribuição têxtil do mundo, com um volume de negócios de 23.780 milhões de dólares (+10,3%), superado apenas pela americana The TXJ Companies, empresa especializada na venda de roupas e calçados a baixo preço (29.078 milhões).
 
Seus rivais mais diretos na luta pelo cetro mundial da moda, H&M (22.425 milhões) e Gap (16.435 milhões), ocupam respetivamente os postos 47 e 62. A Fast Retailing, dona da Uniqlo, está logo atrás das três, situando-se no posto 72 (13.529 milhões de dólares).
 
Além disso, a empresa do espanhol Amancio Ortega ocupa o quarto lugar na lista de classificação de empresas, pelo seu valor intangível, que inclui conceitos como experiência de compra, lealdade dos consumidores, diferenciação em relação aos concorrentes e valor de marca, a qual é liderada pela marca de luxo francesa Hermès, seguida da Tractor Supply e da sueca H&M.
 
Os primeiros cinco postos do 'ranking' mundial estão nas mãos da americana Cotsco (que se mantém na mesma posição), sua compatriota The Kroger, que sobe três posições, a alemã Schwarz (dona da Lidl) e a britânica Tesco.
 
Carrefour (França), Aldi (Alemanha), Metro - Makro e Media Markt- (Alemanha), The Home Depot (EUA) e Wallgreen (EUA) completam os dez primeiros postos.
 
Há um ano, os Estados Unidos lideravam a classificação por países, com 79 companhias, enquanto a Europa chega na primeira posição no ranking por continentes, com 93 empresas face às 87 Norte-americanas.
 
As empresas americanas lideram ainda a classificação das 50 companhias de crescimento mais rápido, com nove grandes grupos, seguidos de Rússia (6), China (5) e França (4), destacando-se nomes como Hermès, Nike, Amazon, LVMH e Prada.
 
No top 5 dos "retalhistas em linha", a liderança fica com a Amazon, cujas vendas crescem 15%, seguida da Apple, JD.com, Wal-Mart e da alemã Otto.

© EFE 2017. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos dos serviços Efe, sem prévio e expresso consentimento da Agência EFE S.A.

TêxtilDistribuição