Jean-Philippe Hecquet deixa a direção da Sandro pela Lanvin

Jean-Philippe Hecquet figurava na lista de candidatos a dirigente visados pelo novo proprietário da maison Lanvin, a empresa chinesa Fosun, que tem mostrado interesse no organograma do grupo SMCP. E, de acordo com fontes da FashionNetwork.com, o executivo terá sido recrutado por Nicolas Druz, diretor executivo do Fosun Fashion Group. A casa de luxo ainda não confirmou, mas Jean-Philippe Hecquet deverá assumir nas próximas semanas as funções que têm sido desempenhadas por Joann Cheng, presidente do Fosun Fashion Group e do conselho de administração da Lanvin, que tem garantido desde março a direção geral da marca francesa.


Jean-Philippe Hecquet - Sandro

Um comunicado divulgado na noite de quarta-feira pela SMCP, indicando que o diretor geral da Sando saiu da marca para assumir outras funções "fora do grupo", valida este cenário. A marca de sucesso do grupo SMCP, liderada desde setembro de 2014 por Jean-Philippe Hecquet, irá nomear o seu sucessor durante o verão. O grupo das marcas Sandro, Maje e Claudie Pierlot anuncia que o executivo, que apresentou a sua demissão, deixará a empresa durante o verão.

Sem dar uma data exatapara a sua saída, o grupo francês especifica que a nomeação de um novo dirigente ocorrerá "em breve". Entretanto, Evelyne Chétrite, fundadora da Sandro e diretora criativa das coleções femininas da marca, irá assegurar a transição em conjunto com Daniel Lalonde, CEO do grupo.

Antes de participar nos últimos quatro anos de crescimento da marca mista, ao lado de Evelyne e Ilan Chétrite, ele responsável pelas coleções masculinas, Jean-Philippe Hecquet trabalhou na Tag Heuer, mas também na Louis Vuitton, nomeadamente como vice-presidente de operações na América do Norte e diretor da filial canadiana.

Ao juntar-se a uma entidade controlada pelo grupo chinês Fosun, Jean-Philippe Hecquet não se aventura num território desconhecido. O próspero grupo SMCP também é maioritariamente propriedade do acionista chinês Shandong Ruyi. Um elemento que terá tido importância na hora de confiar a Lanvin ao dirigente francês.
 
Nascida em 1984, a Sandro é atualmente a força motriz do grupo parisiense, com um crescimento de vendas de aproximadamente 21% em 2017 (454 milhões de euros) e um crescimento de 11,7% no volume de negócios no primeiro trimestre do seu novo ano fiscal.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirNomeações