Korres cede 70% do seu capital para acelerar desenvolvimento

Os cosméticos gregos estão em alta. Enquanto em março de 2017 o grupo catalão Puig adquiriu através da sua empresa-mãe Exea uma participação maioritária na Apivita, hoje o potencial internacional da Korres aquece o mercado. De facto, para acelerar o seu crescimento no âmbito internacional, e particularmente na China, a marca grega de dermocosméticos vendeu a maior parte do seu capital à Morgan Stanley e à especialista chinesa em distribuição de produtos cosméticos Profex. Giorgios Korres, fundador da Korres, e membros da família detém os 30% restantes.


Korres acelera seu desenvolvimento com novos acionistas

A transação foi efetuada pela Nissos Holdings, uma empresa criada recentemente pela Korres. O North Haven Private Equity Asia (NHPEA), um fundo de investimento controlado pela Morgan Stanley, e a Profex passam a deter respetivamente 56% e 14% do capital da Nissos por 48,3 milhões de euros.

Posteriormente, a Nissos comprará 52,3% das ações da Korres. Com as ações de Giorgos Korres, a participação da Nissos na Korres atingirá 82,3%, permitindo que se emancipe de outros acionistas. Após a conclusão da operação, a Nissos lançará uma oferta pública para adquirir as ações restantes da Korres. Como parte deste pacto, a Korres e a Profex também vão entrar num acordo exclusivo de licenciamento e fornecimento que permitirá à Profex distribuir produtos Korres na China, Hong Kong e Macau.

Presente em 30 países em todo o mundo e cotada na Bolsa de Valores de Atenas, a Korres alcançou uma faturação de 57 milhões de euros em 2016. Na Europa, as vendas cresceram 31% em 2017, mas o segundo maior mercado da marca continua a ser os Estados Unidos. Em França, onde foi estabelecida desde 2009, a Korres tem três lojas e presença em 55 Monoprix e 500 farmácias, sendo 200 delas iniciadas em 2017.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

PerfumesCosméticaEstéticaCabeleireiroNegócios