LVMH Prize nomeia os doze finalistas

Os doze finalistas do primeiro prémio LVMH foram revelados na passada quinta-feira 13 de março pelo principal grupo do luxo no mundo. Os trinta semifinalistas, que se reuniram em Paris, conheceram o júri de especialistas na sede do grupo nos dias 26 e 27 de fevereiro, com o objetivo de apresentar os seus trabalhos a estrelas do mundo fashion, como Nicolas Ghesquière, Anna Wintour, Karl Lagerfeld, Humberto Leon & Carol Lim, Raf Simons e Riccardo Tisci.

Como esperado, o painel de finalistas é bastante eclético e representa a jovem criação em toda a sua diversidade. Ele também engloba três designers 'menswear': a etiqueta street nova-iorquina Hood By Air, o Belga radicado em Nova Iorque, Tim Coppens e, por fim, o Alemão radicado em Paris, Tillmann Lauterbach. Conhecendo o interesse do mercado pelo seguimento 'menswear' e os esforços empreendidos nos últimos tempos pelo grupo LVMH para desenvolver em especial a Berluti, essas grifes masculinas minoritárias na lista têm todas as chances de interessar ao júri durante a escolha final...

“Foi muito difícil fazer uma escolha”, declarou Delphine Arnault. “Pude apreciar o trabalho excepcional deles, conhecendo-os individualmente durante a sua estada em Paris, e o mesmo ocorreu com Bernard Arnault e com vários membros do júri, como Nicolas Ghesquière, Karl Lagerfeld, Humberto Leon, Carol Lim, Raf Simons e Riccardo Tisci, e com muitas personalidades convidadas”, realça.

O certame continua mantendo o caráter internacional dessa shortlist, cujos membros são originários de Bélgica, França, Itália, Alemanha, Irlanda, Índia, Rússia, Canadá e dos Estados Unidos. É o caso da etiqueta Suno, que se beneficia há algumas temporadas do apoio do CFDA, através do showroom Americans em Paris, assim como também é o caso do Canadense Chris Gelinas e da sua marca “CG”, que apresentou a sua segunda coleção.

Por outro lado, vale ressaltar a presença de uma grife emergente sediada entre Mumbai e Londres, a Miuniku – semifinalista do último prémio H&M – e da criadora russa que está bastante em voga, Vika Gazinskaya.

Dois criadores já bastante apreciados vêm da cena britânica, Thomas Tait e Simone Rocha, que já se fazem presentes nas vitrines da Dover Street Market e da Colette, entre outras. Enfim, saudamos a presença dos Franceses Jacquemus e Atto, a etiqueta de Julien Dossena, atual diretor artístico da Paco Rabanne e queridinho de Carine Roitfeld.

Os doze jovens talentos vão se encontrar com o júri pela última vez no próximo dia 28 de maio, para que os seus integrantes elejam o vencedor da edição 2014. O laureado levará também a soma de 300.000 euros para o desenvolvimento da sua marca.

Fotos: Divulgação

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosCriação