Levi's começa 2018 com aumento de dois dígitos nas vendas

A gigante americana de denim Levi Strauss & Co. anunciou na terça-feira um início de 2018 estelar, com um aumento de 22% nos lucros a nível mundial, graças ao crescimento da marca Levi’s em todas as regiões e canais.

Levi's

“O ímpeto e as tendências de crescimento que observámos na segunda metade do ano passado não só continuaram, como aceleraram no primeiro trimestre", disse Chip Bergh, presidente e CEO da Levi Strauss & Co, num comunicado de imprensa.
 
O fornecedor de denim anunciou que, no primeiro trimestre, a sua receita líquida cresceu 22% para 1,34 mil milhões de dólares (1082 milhões de euros) e 16%, excluindo os 55 milhões de dólares (44,5 milhões de euros) de efeitos favoráveis ​​de conversão cambial.

Por segmento de vendas, as receitas diretas ao consumidor da Levi's aumentaram 24% graças ao desempenho e à expansão da rede de retalho, bem como ao crescimento do comércio eletrónico. A empresa explicou que contava com mais 56 lojas operadas pela empresa no final do primeiro trimestre de 2018 do que no ano anterior.

Para o trimestre encerrado a 25 de fevereiro, as receitas das vendas por atacado cresceram 21%, refletindo principalmente maiores receitas na Europa e Américas.

Com pesados ​​investimentos e mudanças no código tributário a resultarem num impacto negativo de 136 milhões de dólares (110 milhões de euros) nas contas das Levi’s, a empresa reportou perdas líquidas de 19 milhões de dólares (15,35 milhões de euros) no trimestre, bem abaixo dos 60,1 milhões de dólares (48,6 milhões de euros) de lucro no mesmo período do ano anterior.

Excluindo os encargos não monetários, os lucros da empresa quase duplicaram para 117 milhões de dólares (94,5 milhões de euros).

Nas Américas, a receita líquida cresceu 13% graças a um crescimento nos canais de atacado e venda direta ao consumidor em todos os mercados, incluindo uma temporada festiva particularmente forte nos Estados Unidos. Na Europa, as receitas aumentaram 30%, refletindo o "crescimento em todos os mercados, canais e categorias de produtos", com o maior crescimento a registar-se na moda feminina e tops. Já na Ásia, as receitas cresceram 5%, novamente impulsionadas pelas vendas diretas ao consumidor.

"Os nossos resultados demonstram claramente que as nossas estratégias estão a funcionar e que os investimentos que estamos a realizar em marketing, expansão em venda direta ao consumidor e um portfólio mais diversificado estão a surtir efeito", concluiu Bergh. A empresa com sede em San Francisco também aumentou o crescimento de receita estimado para o ano de 2018 para 6 a 8 por cento em moeda constante.

A Levi's Strauss Inc. opera as marcas Levi's, Dockers e Denizen em 2900 lojas de retalho e shop-in-shops em todo o mundo. A empresa americana declarou uma receita líquida de 4,9 mil milhões de dólares (3,96 mil milhões de euros) em 2017.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDenimNegócios