Maison Pixel, a primeira startup portuguesa de moda a financiar-se na Seedrs

A Maison Pixel, que desenvolve roupa interior e roupa de banho inspirada em pixels e gráficos de computador, tornou-se na primeira empresa portuguesa de moda a financiar-se na Seedrs, uma das principais plataformas de equity crowdfunding em todo o mundo.


Fundada em 2015 por Sebastião Teixeira e Cesária Martins, a empresa quer 150 mil euros em troca de 18.75% do seu capital. Até ao momento desta notícia, já tinham sido angariados 29% dos fundos pretendidos. Em comunicado, a empresa anunciou que o objectivo do financiamento é “a consolidação e expansão da marca, através do crescimento da equipa e do reforço da presença nos mercados onde já está estabelecida e na conquista de novos, especialmente na Ásia”.

A empresa, sediada em Guimarães e avaliada em 650 mil euros, já não é estranha a este tipo de financiamento, uma vez que arrancou depois de uma bem-sucedida campanha de crowdfunding feita em 2014 para a criação do seu primeiro produto.  99% da sua produção é exportada para mais de 40 países, sendo os Estados Unidos o maior mercado, seguido pela Europa, Austrália e Canadá.

A Seedrs permite que indivíduos e instituições invistam a quantidade que desejarem em diferentes empresas – de qualquer sector e em diferentes fases -, através de um processo online simples.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

LingerieBalneárioNegócios