Maquilhadora da Smashbox processa LVMH por plágio de arte labial

A recém-nomeada “editora-chefe de lábios” da Smashbox, Vlada Haggerty, apresentou uma queixa no tribunal federal na Califórnia, no final da semana passada, alegando que marca Make Up For Ever (MUFE), do grupo LVMH, copiou sua arte labial no logótipo da sua nova linha de cosméticos, Lustrous.


Imagem publicada por Haggerty no Instagram, que mostra as suas imagens "Dripping Gold" e "Rose Gold Lip Art" acima do logótipo da Make Up Forever, Lustrous - Instagram: @vladamua

O logótipo em questão apresenta lábios divididos e revestidos em laca de alto brilho, formando uma gota no lábio inferior. Haggerty alega que a imagem é uma cópia de dois "lábios a pingar"  publicados por ela no seu Instagram em 2015 sob os títulos "Dripping Gold" e "Rose Gold Lip Art". Ambas as imagens de Haggerty têm direitos autorais e a variação "Rose Gold" é uma marca registada.
 
Uma declaração emitida no site do advogado da maquilhadora afirma que o logótipo da MUFE faz mais do que simplesmente inspirar-se no trabalho de Haggerty, pois replica exatamente a mesma posição do cair da gota da sua arte labial, destaques e "textura distintiva". Também afirma que o uso da imagem para promover a linha Lustrous da marca levou a uma verdadeira "confusão sobre se Vlada está afiliada ou a colaborar com a MUFE", e cita comentários dos utilizadores do Instagram.

De acordo com a makeup artist, a MUFE já havia entrado em contato para uma possível colaboração em 2016 e 2017, mas esta declinou, uma vez que já estava a trabalhar com uma empresa de cosméticos concorrente sob um contrato exclusivo.
 
"Depois que de Vlada recusar os pedidos da MUFE, a empresa seguiu adiante e adotou um logótipo não autorizado para a sua nova linha de cosméticos Lustrous, que copia abertamente a arte labial que é marca registada de Vlada, violando os direitos autorais da arte", concluiu o comunicado.
 
Haggerty também fez uso das redes sociais para chamar a atenção da marca de maquilhagem, publicando uma imagem no seu Instagram com a comparação entre as artes e a seguinte legenda para os seus mais de 803.000 seguidores: "Se vocês também estão com dúvidas sobre a coleção da MUFE: não, eu não colaborei. Ao contrário, eu disse 'Não' várias vezes, mas eles claramente seguiram adiante e usaram as minhas imagens mesmo assim”.
 
Vlada Haggerty é uma maquilhadora nascida na Ucrânia e baseada em Los Angeles que trabalhou com marcas como Pat McGrath Labs, Cover Girl e NYX Cosmetics.

Anteriormente, em 2015, Haggerty já havia alertado pelo Instagram a marca de Kylie Jenner, Kylie Cosmetics, de que tomaria ações legais por problemas de plágio, mas acabou não por não apresentar queixa.
 
Com as novas tecnologias de comunicação a levar os consumidores a esperar uma transparência cada vez maior das empresas, bem como mais responsabilidade, as redes sociais estabeleceram-se como uma plataforma privilegiada para designers e outros artistas que desejam denunciar publicamente as supostas cópias e expôr as marcas.
 
A designer Lisa Marie Fernandez publicou detalhes do seu caso contra a linha de moda praia Inamorata, de Emily Ratajkowski, no seu Instagram em novembro do ano passado, também acusando-a de plágio, e o apresentador norte-americano Jimmy Kimmel usou recentemente o Twitter para denunciar supostas cópias de desenhos feitos pela sua filha e reproduzidos pela Reformation.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

CosméticaMédias