Mathilde Castello Branco é a nova diretora artística da Weill

Impulsionada pelo desejo de se projetar no futuro, a Weill embarca numa nova aventura com Mathilde Castello Branco. A marca histórica de prêt-à-porter feminino, criada em Paris, em 1892, acaba de nomear a estilista para a direção artística das suas coleções. Mathilde ingressou na Weill em julho, e o seu trabalho irá materializar-se para a temporada outono-inverno de 2018.


Mathilde Castello Branco - Weill

Esta é uma nova página que se abre para a marca, depois de confiar o seu estilo a Edward Achour desde 2008. Foram nove anos durante os quais Achour trabalhou para rejuvenescer a marca e também propor um novo posicionamento mais próximo dos códigos luxo, com produtos excecionais que completam a gama de prêt-à-porter.

Com a escolha de Mathilde Castello Branco, ex-diretora artística de Azzaro de 2011 a 2012, mas também assistente de Alber Elbaz na Lanvin há quase dez anos, a Weill confirma o seu desejo de entrar num universo high end. A franco-brasileira, que também foi diretora criativa da Princesse Tam.tam mais recentemente, formou-se pela escola Duperré e pelo atelier Chardon-Savard.

A Weill obteve um volume de negócios de cerca de 40 milhões de euros em 2016, metade no mercado francês, onde conta com cerca de trinta lojas. A marca também tem uma dúzia de franchisados internacionalmente e está presente em multimarcas nos continentes europeu, americano e asiático.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirLuxo - Pronto-a-vestirNomeações