Ministro à espera de novo recorde de exportações da ITV

O têxtil é um sector com uma força muito grande e do qual Portugal muito se orgulha. Parabéns aos empresários, que souberam fazer da palavra crise uma coisa do passado e alcançaram o valor mais alto de sempre de exportações. Para 2018 o que todos esperamos da ITV é um novo recorde novo recorde de exportações.


O elogio e perspectiva optimista é do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que na cerimónia de entrega dos iTechStyle Awards, uma iniciativa do CITEVE em parceria com a Selectiva Moda, apontou o sector têxtil e vestuário como “um bom exemplo de como a inovação é o caminho” e de como “com uma força muito grande sobre reerguer-se e reinventar-se”. A par do recorde nas exportações, o ministro quis aplaudir também o crescimento registado na produção e no emprego e também o reconhecimento internacional que hoje recai sobre a ITV nacional.

“Vamos às maiores feiras internacionais do sector e as nossas indústrias são convidadas a estar nos pavilhões premium e vemos também que neles o nosso país é o mais representado. Portugal tem hoje muitas cartas a dar”, sublinhou o governante.

Numa sessão dedicada a premiar o trabalho de inovação tecnológica que é hoje uma das marcas distintivas do sector, o ministro quis também destacar o papel das universidades, dos institutos politécnicos e dos centros de investigação. “E o iTechStyle é um bom exemplo, não apenas do passado, do que tem sido feito, mas do futuro do sector”, disse Caldeira Cabral para destacar o CITEVE, entidade organizadora do encontro.

“O CITEVE tem sabido encontrar sempre uma visão de futuro. Os desafios vão mudando e o CITEVE mantém-se no mesmo lugar e sempre um passo à frente”, frisou o governante. “À frente e na direcção certa”, gracejou ainda antes de confessar que o trabalho que tem sido desenvolvido no Centro Tecnológico da Industria Têxtil e Vestuário foi até o exemplo inspirador para o Programa Interface.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.

TêxtilIndústria