Neiman Marcus nomeia executivo da Ralph Lauren para suceder a Karen Katz

A retalhista de luxo Neiman Marcus Group Ltd nomeou na sexta feira Geoffroy van Raemdonck, executivo da Ralph Lauren Corp, como sucessor de Karen Katz no cargo de CEO. A mudança acontece a 12 de fevereiro, data na qual Katz deixará o cargo, mantendo, porém, a sua posição no conselho de administração.


Geoffroy van Raemdonck - Photo: LinkedIn

David Kaplan, presidente do conselho, disse: “Como CEO, Karen ajudou a estabelecer a Neiman Marcus como líder digital em moda de luxo e retalho, e colocou a empresa numa rota de crescimento a longo prazo. Estamos extremamente gratos pela sua visão e contribuições significativas ao longo de mais de 30 anos na empresa, incluindo nos últimos sete como CEO, e esperamos continuar o nosso trabalho conjunto no Conselho.”
 
“Estamos muitos satisfeitos por dar as boas-vindas a Geoffroy à Neiman Marcus e estamos ansiosos por dar continuidade ao impulso positivo da empresa sob a sua liderança”, acrescentou Kaplan. “Trata-se de um líder global da indústria e um criador de negócios com visão e energia excecionais. Todo o conselho está confiante de que a liderança de Geoffroy irá agregar um valor significativo à empresa, aos nossos parceiros e aos nossos clientes.”
 
Van Raemdonck chega à empresa vindo da Ralph Lauren, onde ocupou o cargo de Presidente do Grupo para o mercado EMEA e para o segmento Global Travel Retail na Ralph Lauren, liderando uma transformação omnichannel. O seu currículo inclui também passagens pelo conglomerado de luxo francês Louis Vuitton, de 2008 a 2013, e pela L Brands Inc., proprietária da Victoria’s Secret.
 
A iniciativa para substituir Katz acontece num momento em que a cadeia continua a lutar com uma caga de dívida de quase 5 mil milhões de dólares, principalmente devido à sua compra alavancada em 2013, quando a Ares e o fundo de pensões público canadiano CPPIB a adquiriram a outras empresas de private equity.

À semelhança de outras cadeias de retalho, a Neiman Marcus luta para se reinventar, já que os clientes optam cada vez mais por compras online ao invés de recorrerem ao retalho. As vendas em loja comparáveis aumentaram pela primeira vez em dois anos no seu último trimestre, resultado dos esforços de Katz para investir fortemente no negócio online.
 
Katz terá direito a receber quase 2,5 milhões de dólares, num pagamento único, após retirar-se do cargo de CEO e outro milhão antes de 14 de março de 2019, indicou a Neiman Marcus numa declaração regulamentar.
 
De acordo com a empresa, o salário base anual de Van Raemdonck não será inferior a 1 milhão de dólares.

Traduzido por Estela Ataíde

© Thomson Reuters 2018 Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirNomeações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER