Nike nomeia Noel Kinder como responsável pelo desenvolvimento sustentável

A dança das cadeiras continua na Nike. A marca americana de artigos esportivos anunciou na terça-feira, 3 de julho, a nomeação de Noel Kinder como responsável pelo desenvolvimento sustentável da empresa, cargo que estava até então sob a responsabilidade de Hannah Jones, que, por sua vez, passará a comandar a incubadora de empresas.


Nike Inc.

Em sua nova posição, Noel Kinder se reportará à Eric Sprunk, diretor de operações da Nike, e Tom Clarke, presidente de inovação. Oficialmente, ele dependerá da comissão interna dedicada à responsabilidade corporativa e ao desenvolvimento sustentável, sob as ordens do conselho de administração da Nike, informou em um comunicado a empresa com sede em Portland, Oregon.

Noel Kinder, que trabalha na Nike há 19 anos, foi recentemente vice-presidente de fabricação e fornecimento sustentável. Antes disso, ele dirigiu os negócios da Nike no Vietnã, onde supervisionou toda a cadeia de fabricação. Durante suas quase duas décadas na Nike, Noel Kinder trabalhou em vários cargos de liderança nos departamentos de calçados e vestuário, bem como nos departamentos financeiro e de planejamento estratégico.

Em sua nova função, Noel Kinder substitui Hannah Jones, que, depois de liderar o departamento de desenvolvimento sustentável durante 14 anos, passará a comandar o programa de incubadora de empresas da Nike como presidente de Nike Valiant Labs (ex-Nike Innovation Accelerator).

"Fizemos um progresso incrível ao longo da última década, e estou ansioso para ver Noel continuar o trabalho e a mudança que a Hannah implementou", disse Mark Parker, CEO da Nike. Nesta nova era, Hannah vai desempenhar um papel crucial à medida que procuramos inovar e desestruturar os nossos próprios modelos nesta próxima fase do nosso crescimento”.

Durante o último trimestre do ano fiscal de 2017/18, a Nike voltou a crescer na América do Norte, o que não acontecia há mais de um ano. As vendas trimestrais da empresa cresceram 2,76% localmente. No ano fiscal encerrado em 31 de maio, as vendas globais aumentaram 6%, para 36,4 bilhões de dólares, incentivando a empresa a estabelecer uma meta de 50 bilhões de dólares até 2020.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

DesportoNomeações