O remendado e rasgado chic de Alexander McQueen

Uma ode a um jardim inglês com um toque de punk rock, foi esse o tema da emocionante coleção primavera-verão 2018 apresentada por Sarah Burton para a Alexander McQueen, em Paris.


Ver o desfile
Alexander McQueen - primavera-verão 2018 - Moda feminina - Paris - © PixelFormula

Inspirado pelos jardins ingleses da mansão do Grande Dixter, no sul de Inglaterra, o interior da célebre Orangerie do Jardin du Luxembourg foi decorado com uma passarela de tijolos vermelhos e uma série de estruturas sobre as quais foram colocados lenços de algodão branco bordados com delicados motivos florais, como íris, papoilas, orquídeas selvagens e outras flores coloridas. Como no jardim de Great Dixter.

O elenco de modelos desfilou numa brilhante série de vestidos desalinhados e rasgados. Para o dia, trench coats desconstruídos com pedaços de seda estilo matelassê, túnicas de princesa punk em couro com ombros de fora, todas cravejadas de tachas e com folhos grandes nas ancas, em preto ou vermelho-fogo.
 
Para a noite, belos vestidos de flamenco em cetim vermelho com folhos, ou chiffon transparente e fofo, divididos e compensados ao lado. A beleza absoluta da coleção atingiu o seu ápice no final do desfile, com uma série de roupas de tafetá, modelos híbridos, uma mistura entre slip dress e vestido de festa, todos remendados e bordados com delicados padrões florais.
 
Esta foi uma temporada explicitamente romântica, mas com um certo espírito punk chic. Como foi o caso da McQueen, onde todas as modelos desfilaram em botas de combate, cravadas com tachas douradas ou mini-guitarras e saxofones de lantejoulas, com saltos transparentes contendo pequenas rosas.
 
Uma visão de moda particularmente bonita, criada por uma estilista conhecida pela sua estética cuidadosa e o seu audaz sentido de feminilidade.
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - CalçadosDesfilesColeção