Pitti Uomo novo layout: expositores e compradores gostam do que vêem

A nova organização da feira de moda masculina Pitti Uomo, qque aconteceu em Florença de 13 a 16 de junho, conseguiu agradar a vários grupos, especialmente os expositores, que aplaudiram uma reorganização que expandiu algumas áreas e deslocou algumas seções chave.

Nova organização Pitti Uomo este ano - Pitti Immagine

Especialmente bem recebido foi a recolocação da "Touch!", uma seção dedicada à pesquisa e marcas de vanguarda, que anteriormente estava localizada no final da Fortezza da Basso, a fortaleza histórica onde o evento ocorre. Agora posicionado na entrada do Pavilhão Medici, "Touch! " transmite uma imagem forte logo que entra-se no salão, como um expositor apontou.
 
"Ela agrega valor à Pitti porque, antes, a entrada parecia um pouco triste com apenas fabricantes de roupas. Para nós, é obviamente muito melhor agora, porque nos beneficiamos com todo o tráfego de entrada. Os organizadores trouxeram as melhores marcas aqui e os compradores passaram muito tempo neste salão ", diz Patrick Beerens, director da marca Orcival.

Arnaud de Louvencourt, co-fundador da marca francesa de tênis, National Standard, fez eco do mesmo sentimento: "Tivemos todo o tempo do mundo e tivemos grandes encontros. Conseguimos cerca de 40% novos compradores, incluindo americanos, que não tínhamos antes. "

"Para mim," Touch! " é a melhor secção da Pitti, então é claro que os compradores passam por ela ", diz o jovem designer Matteo Lamandini.
 
Também novo para esta edição foi o grande espaço atribuído à popular seção "Futuro Maschile", quase o dobro em tamanho. A área possui clássicas marcas chiques contemporâneas e, este ano, também hospedou colecções de roupas desportivas de alta tecnologia com inovações em têxteis.


A seção de comércio artesanal "Make" mudou-se para um edifício - Pitti Immagine

A nova disposição da "Futuro Maschile" abriu espaço para marcas anteriormente espalhadas por todo o pavilhão central, como a marca italiana Scaglione, especializada em malha de alta qualidade. "Aqui, a vibe é mais fresca em comparação com o pavilhão central, que é mais formal. Para nós, o tipo de participantes mudou com os compradores mais orientados para uma moda mais jovem e casual", disse um dos representantes do evento.
 
A única reclamação que se ouviu foi de David Escudero, gerente de marca da marca de calçados franceses, Carvil, que estava no novo pavilhão "Futuro Maschile": "Estou um pouco decepcionado porque a planta é bastante confusa, com muitos corredores, enquanto antes, todos seguiam o mesmo fluxo em um único corredor. Como resultado, há menos tráfego, porque muitos compradores não passam por todos os corredores ".
 
A secção dedicada à moda underground de luxo, "Unconventional", também dobrou sua área de superfície, agregando uma área de descanso, para a grande satisfação dos expositores. Outro sucesso foi a nova área "Make", a secção de comércio artesanal, que passou do subsolo do pavilhão central para um novo edifício, a Sala della Ronda, ganhando espaço e visibilidade.

Traduzido por Isabel Pimentel

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosModa - DiversosLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - DiversosSalões de Moda