Pop Closet: moda em segunda mão

Tendo dedicado os últimos 20 anos a trabalhar como designer, buyer, merchandiser e, mais tarde, stylist, editor de moda e diretor criativo para marcas e publicações internacionais, António Branco foi recentemente diretor de moda nas revistas GQ e GQ Style Brasil. Acompanhando de perto o crescimento da indústria da moda, rapidamente se apercebeu da imensidão de peças descartadas anualmente, por não serem absorvidas pelo mercado.

Pop Closet - Foto: Divulgação

Desconfortável com este panorama, António Branco lançou o projeto Pop Closet, que abriu recentemente portas no Chiado, em Lisboa. Um projeto inspirado “nas atuais tendências de moda e do consumo sustentável”, a Pop Closet aproveita os excedentes da indústria, permitindo que os clientes comprem, vendam ou troquem o seu guarda roupa.

Artigos em segunda mão, peças novas de coleções antigas e peças recicladas. Assim se compõe a coleção da Pop Closet. Desengane-se, porém, quem acredita que as peças em segunda mão vendidas na Pop Closet são vintage. Pelo contrário, explica o proprietário, “apesar de usadas ou recicladas, todas as peças são contemporâneas e atuais”. Para isso, a seleção em loja é composta de roupa em segunda mão e restos de coleção, “selecionados de acordo com as tendências de cada estação” e de acordo com a época do ano em vigor.

Variando conforme as aquisições que são feitas diariamente, a loja vende diversas marcas, sendo possível adquirir peças de estilistas e marcas como Karl Lagerfeld, Anna Sui, Rodarte, Ralph Lauren, Valentino, Dolce & Gabbana, Alexander Wang, Helmut Lang, Comme des Garçons, Marchesa, Versace e Cavalli.   

Destino de compras para “todos aqueles que procuram opções sustentáveis para minimizar a poluição do planeta causada pela indústria da moda”, a Pop Store foi também pensada para “pessoas interessadas em vestir-se de forma original”, visto que a maioria das peças ali disponíveis “são únicas” e vendidas “a uma fração do seu valor original”. O preço da maioria das peças não vai além dos 100€, havendo apenas alguns artigos com etiquetas a marcar preços entre 120€ e 250€.

Mas, além de vender, a loja também compra, sendo uma opção para “todos aqueles que desejam desfazer-se de peças que tenham acumulado no seu guarda-roupa”, mas que ainda valorizam. Após a avaliação das peças por um técnico da Pop Closet, é definido um valor comercial das mesmas e a roupa pode ser paga em dinheiro ou trocada por outro artigo existente na loja.

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosModa - CalçadosDesportoDistribuição