Proenza Schouler, petites mains e alta tecnologia em desfile realizado em um liceu francês

Todos os jornalistas de moda compareceram ao Lycée Jacques-Decour, no domingo, para assistir à grande estreia da marca nova-iorquina Proenza Schouler, que abriu em grande estilo a temporada parisiense de Alta-Costura Outono-Inverno 2017, embora tecnicamente, a coleção apresentada tenha sido mais prêt-à-porter.
 
Ver o desfile
Proenza Schouler - Outono-Inverno 2017 - Alta-Costura - Paris - © PixelFormula

Nos últimos meses, Jack McCollough e Lazaro Hernandez, a dupla criativa que encabeça a Proenza Schouler, passaram muito tempo em Paris trabalhando em seu primeiro perfume, que será lançado pela L’Oréal em fevereiro de 2018. Portanto, uma influência francesa esteve presente em todo o desfile, que foi importante e, em vários, momentos incrível.

O desfile foi realizado sob os arcos do pátio do liceu localizado nas encostas de Montmartre, sob olhar de uma estátua de bronze verde, onde modelos desfilaram, em solo de mosaico antigo. O evento foi aberto por dois vestidos cocktail impressionantes, feitos com surpreendentes tecidos, concebidos como esculturas modernistas abstratas com ombros desnudos; peças rendadas, muito femininas, à la femme fatale. O destaque ficou por conta de looks compostos por uma mistura de peles de vison, raposa e e plumas de marabu, unidas com ganchos robustos e chics, e ilhós metálicos.

Estes americanos em Paris mantiveram-se fiéis a peças que consideradas sua marca registrada, o vestido bustiê, desta vez com aplicações em couro sobre casacos evasê, ou em conjuntos em jersey vermelho, jaquetas com recortes até o joelho.

"Usamos nosso tempo livre em Paris para se encontrar artesãos independentes e e pequenos ateliês. Das fitas, penas, renda irlandesa e todo o resto, foi de onde a nossa inspiração geral veio", comentou Lazaro Hernandez.


Ver o desfile
Proenza Schouler - Outono-Inverno 2017 - Alta-Costura - Paris - © PixelFormula

"É um compromisso com a beleza, um mergulho profundo em todos os códigos desta profissão", acrescentou Jack McCollough.

O desfile também marcou uma nova fase tecnológica. Foi gravado inteiramente em 3D pelo showroom online de artigos de luxo, Ordre, conhecido por seu senso de inovação. Compradores do mundo todo tiveram acesso à coleção em realidade virtual, e fizeram seus pedidos com apenas um “clique". Para Simon Lock, fundador da Ordre,  é como "trazer a primeira fila do desfile parisiense a qualquer lugar do mundo."

A dupla de estilistas  é idolatrada pelos nova-iorquinos há mais de uma década. Esta coleção demonstra uma melhora notável na qualidade para Proenza Schouler, justificando plenamente a decisão da Fédération de la Haute Couture et de la Mode de dar à marca um lugar no calendário oficial da Semana de Moda.
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirDesfilesInovações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER