Quatro marcas abandonam temporada de desfiles masculinos de Paris

A próxima Semana da Moda Masculina de Paris terá algumas mudanças significativas: a programação oficial terá dois desfiles a menos e quatro marcas anunciaram que não estarão presentes. 


Berluti - outono-inverno 2018 - Moda Masculina - Paris - © PixelFormula

A ausência mais notável será provavelmente a da Berluti, a marca de luxo pertecente ao império LVMH, que é provavelmente a mais próxima de uma marca de alta costura masculina em França. Esta decisão foi tomada após a saída do aclamado designer da marca, o colombiano Haider Ackermann, que se desligou da empresa há dois meses. A marca própria do estilista também estará fora da próxima temporada da moda masculina de Paris, que se realiza entre 16 e 21 de junho.
 
O sucessor de Haider Ackermann na Berluti, Kris Van Assche, apresentará o seu primeiro desfile para a marca em janeiro de 2019. Ackermann trabalhou anteriormente na Dior Homme, outra marca do grupo LVMH. Esta última também será uma das mais observadas nesta temporada, já que orquestrará a estreia de Kim Jones na direção artística. Na Louis Vuitton, a dança das cadeiras colocou no leme Virgil Abloh, que também fará a sua estreia no final de junho.
 
A Fédération de la Haute Couture et de la Mode (FHCM), órgão responsável pela Semana da Moda de Paris, anunciou outras duas desistências: a da Niuku, marca unissexo que apresentou um desfile misto, masculino e feminino, em janeiro, e a de Julien David, que fez os seus modelos usarem máscaras de animais feitas em latex na última temporada.
 
A programação oficial da FHCM foi publicada no seu site na terça-feira e exibe apenas 53 desfiles ao invés dos esperados 55. O número de desfiles em falta pode aumentar para três, já que o horário das 20h de sexta-feira, anteriormente preenchido pela Berluti, ainda está vago. Christophe Lemaire e Icosae, por sua vez, anunciaram que não desfilariam e optaram por uma apresentação nesta temporada.

No entanto, quatro marcas que já desfilaram anteriormente em Paris foram convidadas para o calendário oficial pela primeira vez nesta temporada: a californiana Alyx, fundada por Matthew Williams, as japonesas Mihara Yasuhiro e Undercover, e a sueca CMMN SWDN.
   
Apesar das mudanças, a temporada da moda masculina francesa resistiu a uma grande tendência na indústria da moda - vista notavelmente em Londres e Milão -, a dos desfiles mistos, com as coleções masculinas e femininas. Algo que não aconteceu em Paris, o que pode ser considerado uma vitória.

Mas, deve notar-se nesta temporada que Paris não será o único ponto de encontro ... No primeiro dia da semana da moda, 19 de junho, é em Marselha, como parte do festival OpenMyMed, que Christelle Kocher exibirá a sua primeira coleção Cruise num navio aberto ao público para a ocasião. E é ainda no sul de França, mas num lugar ainda não revelado, que a Jacquemus vai fechar o evento a 25 de junho, no dia seguinte ao encerramento de Paris, com um desfile da sua primeira coleção masculina.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - AcessóriosLuxo - CalçadosColeção