Sapatilhas dominam na fashion week masculina de Paris

Na véspera do seu primeiro desfile para a Louis Vuitton, Virgil Abloh, o novo diretor artístico da linha masculina, publicou uma fotografia: as suas duas mãos a atirar um par de sapatilhas com o logótipo da Vuitton. Uma imagem que explica bem o motivo pelo qual o criador adorado pelas gerações jovens uniu forças com a marca francesa: injetar uma boa dose de credibilidade street na Louis Vuitton.
 

As sapatilhas Louis Vuitton assinadas por Virgil Abloh - Instagram @virgilabloh

O facto de o primeiro produto revelado por Abloh terem sido as sapatilhas que criou diz muito sobre a atual dinâmica do luxo. Desde o sucesso retumbante das Trainer Triple S, da Balenciaga, as casas apaixonaram-se por estes sapatos que, até há dois anos, praticamente não se viam nas passarelas. Gradualmente, cada uma delas colabora com uma marca desportiva ou lança o seu próprio modelo, numa categoria que atualmente tende a substituir as carteiras como o produto estrela (e rentável) dos desfiles. No espaço de três anos, os preços médios das sapatilhas alta gama literalmente explodiram. Além de gerar margens interessantes, a sapatilha permite atrair uma nova geração de consumidores que não têm necessariamente as marcas de luxo entre as suas referências… principalmente no que diz respeito à moda masculina.

Nos últimos seis anos, Virgil Abloh dominou estes códigos com a sua marca Off-White, cujas colaborações atingem preços bastante elevados. O desfile primavera-verão 2019 foi uma oportunidade para o estilista americano revelar as duas novas cores que projetou para o modelo Air Max 97, bem como as suas próprias sapatilhas Off-White.
 
As sapatilhas Vetements x Reebok - Dover Street Market

Virgil Abloh não foi o único a colaborar com a Nike por ocasião da fashion week masculina de Paris dedicada à primavera-verão de 2019: os modelos da Comme des Garçons usavam o modelo Nike Presto e a Sacai colaborou novamente com a gigante dos equipamentos desportivos (em 2015, colaboraram numa coleção feminina), apresentado uma nova abordagem aos modelos Daybreak e Blazer.

No desfile da 1017-Alyx-9SM, o elenco calçava um modelo chamado MMW Technical Runner (o criador da marca chama-se Matthew M. Williams), enquanto Jun Takahashi, o diretor artístico da Undercover, apresentou dois pares de sapatilhas Nike.
 
O jovem Heron Preston também optou por calçar todos os seus modelos com sapatilhas Nike (os clássicos Air Force One) e inscreveu em cada par o número de passarela do modelo, à maneira surrealista de Virgil Abloh. Ainda se viram nas passarelas sapatilhas Adidas, na Andrea Crews, e um modelo Asics dos anos 90 na GmBH. A Puma e a Converse também desfilaram na semana da moda masculina, fazendo uma aparição na Sankuanz e na Pigalle, respetivamente.
 
Por seu lado, a Vetements, marca que tornou Demna Gvasalia conhecido, desvendou em exclusivo na e-shop Dover Street Market dois modelos fluorescentes Instapump no dia após a fashion week e alguns dias antes do seu próprio desfile de alta costura


Os modelos de sapatilhas da Dior Homme criados por Kim Jones - PixelFormula

E quando as marcas não colaboram com um fabricante de equipamento desportivo, isso não significa que ficam para trás, como mostram duas marcas do grupo LVMH. Carol Lim e Umberto Leon, a dupla criativa da Kenzo, imaginaram uma sapatilha rosa pastel, enquanto Kim Jones, recém-chegado à Dior Homme, vindo da Louis Vuitton, produziu não um, mas quatro modelos diferentes de sapatilhas. É bom que Virgil Abloh fique atento.
 
Tanissia Issad, Lucile Deprez e Olivier Guyot

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirDesfilesColeção