Stella McCartney: "A produção de moda é francamente bastante medieval"

O Fashion Tech Lab (FTL) é uma nova plataforma de investimento focada em tecnologias alternativas e sustentáveis ​​para o setor da moda. A designer Stella McCartney foi recentemente convocada para o conselho de administração da FTL e, durante o evento de lançamento da FTL organizado na sede parisiense do Google, a britânica falou com a FashionNetwork.com sobre as motivações por trás do seu próprio envolvimento pessoal nos esforços para tornar a indústria da moda mais sustentável e responsável com o meio-ambiente.


Stella McCartney com a atriz Salma Hayek no evento de lançamento do Fashion Tech Lab, em Paris. - Matthieu Guinebault

FashionNetwork.com: Quais foram as suas motivações para investir no Fashion Tech Lab?

Stella McCartney: Naturalmente, sinto-me atraída por este tipo de inovação e tecnologia. Na Stella McCartney estamos a olhar para o futuro da moda. Projetamos e criamos de forma responsável, gerando produtos que esperamos que sejam desejáveis e que, ao mesmo tempo, permitam aos consumidores adquirir roupas que tenham um impacto mínimo sobre o meio ambiente. Estou muito entusiasmada com o facto de a moda e a tecnologia poderem convergir dessa maneira. Como designer, isso faz-me sentir como se estivesse pronta para avançar para o próximo nível, para entrar no futuro da moda. Pessoalmente, vivo e respiro esses valores como sendo parte do mundo da moda. Estou, portanto, encantada que o Fashion Tech Lab seja apreciado pelos nossos colegas da indústria, já que todos são bem-vindos para entrar neste barco e pensar da mesma forma.

FNW: É um dever para os designers estarem no cerne desta transformação?

SMC: Eu acredito que qualquer pessoa que não começar a pensar nisto está incrivelmente fora de moda. Não há nada moderno na produção e aquisição de moda hoje em dia. É até, francamente, bastante medieval. Estamos a matar biliões de animais e a deixar uma marca extraordinariamente negativa no planeta. É cruel, bárbaro e desnecessário. Mas, agora, podemos aproveitar a tecnologia e a inovação para fazer uma mudança e, francamente, não consigo entender como os designers podem deixar de estar entusiasmados com a sustentabilidade.

FNW: Para si isso é uma obrigação moral?

SMC: Não é simplesmente uma questão de dever moral. Acima de tudo, é algo novo e emocionante. E o que é a moda, se não novidade? Estou menos interessada nos looks, nas cores, e no que é direcional nesta temporada, do que nas inovações mais recentes. É isso que me empolga. Sim, precisamos de designers, mas também precisamos de apoiantes financeiros e de todos os outros players no mundo da moda. Através da marca Stella McCartney podemos mostrar que é possível pensar fora da caixa, ser um agente de mudança e gerir um negócio saudável. Será um momento muito importante quando pudermos fazer estes dois mundos unirem-se.
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirIndústriaInovações