Valentino: tributo a Maria Callas

Vida longa às divas e, especialmente, à maior cantora de ópera de todas, Maria Callas, a verdadeira estrela de uma coleção de alta costura opulenta, grandiosa, arrebatadora e, talvez, auto-indulgente, apresentada na quarta-feira (4) em Paris.


Ver o desfile
Valentino - outono-inverno 2018 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula

O desfile da Valentino encerrou a temporada da alta costura, que durou cinco dias em Paris, já que quinta-feira é o dia dedicado, principalmente, às joias de luxo. Uma multidão resplandecente de it-girls e celebridades, como Olivia Palermo e Natalia Vodianova, acomodaram-se nas poltronas Luís XVI em madeira, na mansão Salomon de Rothschild, localizada no chic VIII 8ème arrondissement. Ao som de Maria Callas, começando com uma ária de Puccini, as primeiras modelos apareceram com penteados monumentais, varrendo o chão com os seus enormes vestidos.

Foi um desfile lindo e uma expressão de moda encantadora. No entanto, pareceu um pouco rarefeita, evocando um mundo em que poucas pessoas habitam, o que não a impediu de ser magnífica. Raramente um atelier de alta costura é executado com tanta habilidade - e o couturier da marca, Pierpaolo Piccioli, listou generosamente o nome de todos os artesãos Valentino que trabalharam nos looks abaixo dos mesmos.

De um notável casaco "Leda and the Swanfeito em Mikado, Lurex e faille intarsia, que demandou 1.120 horas de trabalho e amor de Alessandro e Julia, a uma capa verde de lantejoulas digna de uma deusa do cinema, combinada com uma blusa amarelo-pálido formando uma bela combinação de cores, um look batizado "Liza Minnelli" , cortesia das habilidades de Elena e Maria. Mas, a peça mais bonita foi provavelmente uma capa alongada e envolvente em lã verde, preta e bege, bordada com o grande mito grego de Perseu e o seu cavalo alado, Pégaso, feita por Federica R., Daniela e Cinzia.


Ver o desfile
Valentino - outono-inverno 2018 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula

O material final favorito de Piccioli foi o tafetá plissado, em laranja vivo, amarelo fluorescente e fúcsia, quase a explodir em enormes formas bufantes e monumentais, em modelos com adereço de pétalas nos cabelos. Clássico, mas com um toque especial.

Não é de admirar que o designer tenha recebido tantos aplausos prolongados ao final do desfile e até mesmo um elogio supremo por parte do fundador da marca, Valentino Garavani, que o aplaudiu de pé. Num desfile de moda, isto é realmente raro!

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosDesfiles