Who's Next-Première Classe: visitação recua 7%

A organizadora do Who's Next-Première Classe anunciava no último dia do salão uma visitação estável. No entanto, foi um recuo que esta edição mensurou. Para esta edição de 20 a 23 de janeiro passados no espaço de exposições Porte de Versailles, foram contabilizadas 45.192 visitas, contra 48.684 no ano passado. Um recuo de 7% em relação a uma edição de janeiro de 2016 que já havia sido marcada por uma queda de 16%, algumas semanas depois dos atentados que atingiram a capital francesa.

Nos corredores do Première Classe, nos fins de janeiro de 2017. - Yannick Roudier

Apesar deste novo recuo, os organizadores julgam esta última edição "tranquilizadora", destacando um volume de negócios interessante em nome das encomendas realizadas nos estandes, o retorno do grande movimento internacional e a aparição de "novos perfis de compradores".
 
É certamente no mercado francês que a queda da visitação se fez sentir, já que o Who's Next-Première Classe anuncia uma manutenção dos compradores europeus e, portanto, um regresso de visitantes do mercado exportador, que haviam especialmente desertado na edição de janeiro de 2016.
 
O número de representantes japoneses retoma com curso de alta, de 27%, ao passo que aqueles vindos dos Estados Unidos se fazem um pouco mais presentes com um avanço de 8%. A delegação do Médio Oriente também se destacou, segundo a WSN Développement.
 
Em seu balanço, o salão valida uma pista de trabalho iniciada nesta edição: trabalhar mais a oferta na transversalidade. Testado em novos formatos pop-up, pequenos estandes abertos nos corredores, como uma pequena injeção de produto complementar num universo, o novo eixo, que consiste em cruzar mais o pronto-a-vestir, o acessório ou ainda a decoração, deve assim ser seguido na próxima edição, prevista para decorrer de 8 a 11 de setembro próximos.

Traduzido por Anderson Alexandre Da Silva

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - AcessóriosSalões de Moda