Woolmark anuncia o grande retorno da lã no verão

“A lã é bastante fresca no verão e é ainda mais utilizada nos tecidos leves. Para o verão 2015, estamos a prever o grande retorno do casaco xadrez, um casaco divertido e colorido. Veremos também o retorno do vestidinho de lã fresca estampada”, explica Fabrizio Servente, global strategy advisor da The Woolmark Company, empresa australiana sem fins lucrativos, que reúne os produtores de lã de merino e que possui os direitos da label Pure Laine Vierge.
O casaco de lã xadrez, grande tendência do verão 2015

Por ocasião do Pitti Uomo, a Woolmark apresentou em primeira mão a sexta edição do The Wool Lab, dedicado à primavera-verão 2015. Esse guia é editado pela associação, a partir de propostas recolhidas junto a produtores do mundo inteiro, e apresenta em cada temporada as tendências mais interessantes no mundo dos fios e dos tecidos produzidos com lã.

“A outra grande tendência é representada pelo retorno da lã ao mundo do desporto, universo do qual ela havia praticamente desaparecido. Vamos vê-la no futebol, no ciclismo e, muito mais comumente, no vestuário desportivo. De fato, a lã tem as mesmas características que os tecidos técnicos, tendo a vantagem de ser um material natural. Há um ano, não havia nenhuma colecção produzida com lã no salão de moda desportiva Ispo, ao passo que, recentemente, podíamos contar 60 colecções feitas com lã”, destaca Fabrizio Servente. Vale ressaltar, por fim, o renascimento do jersey feito de lã, uma tendência em pleno desenvolvimento.
A lã é ainda mais utilizada nos tecidos leves.

Para a primavera-verão 2015, o The Wool Lab propõe sete grandes temas. Por exemplo, Hong Kong, que se inspira no mundo colonial com tecidos em tons de pastel; Excelsior, que mergulha nas atmosferas luxuosas do prestigioso hotel homônimo do Lido de Veneza nos anos 1960, onde se destacavam os casacos coloridos quadriculados para homens e mulheres.

Dentre os outros temas, Blog é dedicado aos extremos e a um estilo mais excêntrico com a utilização de motivos insólitos, combinados entre si com cores fortes, quadriculados e com evidentes contrastes no jacquard; Salle de bal, que retoma o conceito de um estilo um pouco popular em voga no pós-guerra; Elements, que valoriza a qualidade do tecido e os tratamentos particulares; Freeport, inspirado no mundo da vela e do vestuário desportivo e de performance; Aussie, dedicado a um universo mais urbano e jovem.

Fotos: Divulgação

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

TêxtilIndústria