Zalando continuará no vermelho este ano

A Zalando deve continuar, pelo sexto ano consecutivo, no vermelho. No primeiro trimestre de 2014, o resultado operacional é ainda negativo e o e-commerciante alemão não dá mais detalhes. Rubin Ritter, membro do conselho de administração, explica que o equilíbrio não deve ser alcançado este ano.

Entretanto, a Zalando, que viu no primeiro trimestre, segundo os números provisórios, as suas vendas saltarem 35%, projeta ainda a sua entrada na bolsa para o terceiro trimestre. De acordo com a revista económica alemã Bilanz e o diário Handelsblatt, a equipa dirigente projeta a introdução da empresa na Bolsa americana Nasdaq.

Os bancos que poderiam ser os procuradores são o Crédit Suisse, Morgan Stanley e Goldman Sachs. Segundo a imprensa alemã ainda, o fundo sueco Kinnevik, que detém 37% do capital da Zalando, teria valorizado o portal em nada menos que 3,900 milhões de euros.

Segundo os dados provisórios, publicados nesta sexta-feira (9), o volume trimestral de negócios saltou 35% e ultrapassou a barreira dos 500 milhões de euros. A zona DACH (Alemanha, Áustria e Suíça) viu as suas vendas saltarem 27%, ascendendo a 284 milhões. De janeiro a março, a Zalando diz que alcançou 332 milhões de visitas e que 38% do tráfego foi oriundo de telemóveis e tabletes.

Copyright © 2017 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - CalçadosDistribuição