×
Por
Jornal T
Publicado em
31 de mai. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

"Europa tem que impor regras iguais para todos"

Por
Jornal T
Publicado em
31 de mai. de 2021

A ATP alerta para perigos associados aos têxteis vindos de fora da União Europeia, um problema que se pode agravar com o avanço da Estratégia Europeia para os Têxteis Sustentáveis, caso a questão não seja acautelada. A solução, diz o presidente da ATP, passa por impor aos produtos importados as mesmas exigências de economia circular que serão colocadas à produção dentro da União Europeia. “Não podemos ter uma Europa limpa e um mundo sujo”, alerta Mário Jorge Machado.



Para além do problema da competitividade, que desde há muito se coloca face aos produtos provenientes de países sem quaisquer tipos de exigências de sustentabilidade, o líder da ATP alerta para as consequências das novas regras que entram em vigor na EU a partir de 2025, quando será proibida a incineração de têxteis e obrigatória a sua reciclagem.

“Estaremos a introduzir na cadeia têxteis importados com metais pesados e assim transformar um problema que era apenas do consumidor que comprou aquela peça com produtos químicos nocivos e de o espalhar por centenas de outros”, analisa o presidente da ATP, em declarações ao JN, a propósito da abertura da consulta pública da Comissão Europeia no âmbito da Estratégia Europeia para os Têxteis Sustentáveis.

O presidente da ATP teme, por outros lado, que “na tentativa de impor à industria europeia a obrigatoriedade de não poluir, se venha a colocar em causa a competitividade dos artigos fabricados na UE”, sobretudo face à produção da Ásia. E avança que a solução para o têxtil passa pela adoção de medidas idênticas àquilo que já faz o setor automóvel, já que qualquer fabricante que queira vender os seus carros na Europa tem que cumprir os mesmos critérios de segurança que cá se praticam.

“Se queremos ter uma economia circular na Europa, temos que obrigar todos os que queiram vender no espaço europeu a cumprir as mesmas regras”, reforça o presidente da ATP, que recentemente apelou às empresas para a participação na consulta pública da Comissão Europeia no âmbito da Estratégia Europeia para os Têxteis Sustentáveis, cujo objetivo é orientar a produção para uma economia circular, com apoio ao investimento, investigação e inovação.

Chamando a atenção para a importância de que identifiquem as suas prioridades e interesses, a circular dirigida às empresas informa que a consulta decorre até ao dia 4 de agosto e que é possível responder em português.

A ATP diz que “está a acompanhar de perto este dossier juntamente com a EURATEX”. Neste âmbito, a EURATEX vai organizar, no dia 3 de junho, um webinar sobre esta temática, em parceria com o PE/Intergroup, no dia 3 de Junho: “The EU Textile Strategy: source of competitiveness?

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.