×
355
Fashion Jobs
GRUPO CÃES DE PEDRA
Head of Marketing / Brand Manager
Efetivo - CLT · PORTO
GIANNI KAVANAGH
Marketing Director
Efetivo - CLT · BRAGA
UNREAL FIELDS
Creative/Art Director
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Commercial Product Manager - Work With Product in The Fashion Business
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Trainee · LISBOA
SALSA
Industrial Improvement Manager – Tinturaria/Lavandaria/Acabamentos Especiais
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Alegro Alfragide - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Carnaxide
GRUPO CÃES DE PEDRA
Diretor(a) Creativo Moda Hombre / Mujer
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
EUGÉNIO CAMPOS JEWELS
Assistente Loja Online (E-Commerce)
Estágio · VILA NOVA DE GAIA
LES ATELIERS LISBOETES
Associate in Digital Marketing And E-Commerce - Estágio 6 Meses
Estágio · LISBOA
LION OF PORCHES
Editor de Imagem/Vídeo (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Almada Fórum - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Almada
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Loures Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Loures
SYSTEMACTION
Vendedor
Estágio · LISBOA
THE KOOPLES
Sales Assistant Part Time (20h) Lisboa
Trabalho temporário · LISBOA
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
21 de fev de 2019
Tempo de leitura
5 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

080 Barcelona Fashion: uma edição de inverno positiva marcada pelo 'menos é mais'

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
21 de fev de 2019

Anunciada como a edição da abertura internacional, marcada pela novidade da participação de novos designers estrangeiros e pela revisão de conceitos na direção de propostas de maior qualidade, a passarela catalã terminou com um balanço positivo após o seu encerramento, no dia 7 de fevereiro. Com um calendário reduzido para quatro dias, a 23ª edição da plataforma contou com um total de 27 desfiles que atraíram ao Recinto Modernista de Sant Pau um total de 30 mil visitantes, em linha com os eventos anteriores.


Umit Benan - outono-inverno 2019 - Moda Feminina - Barcelona - © PixelFormula


"Organizando os desfiles à margem do calendário, as minhas mensagens chegam a uma maior quantidade de pessoas", comentava com a FashionNetwork.com o designer de origem turca Umit Benan nos bastidores do seu desfile. Depois de se ter apresentado durante vários anos nas grandes passarelas de Milão e Paris, o criador de moda masculina encontrou o formato de apresentação que se encaixa nos seus tempos de design e produção, após dois anos longe das passarelas. Um modelo que também permite criar sinergias com cidades como Barcelona, que querem conquistar o seu espaço nas agendas de moda.
 
Para isso, a nova estratégia da plataforma liderada por Marta Coca, responsável pela 080 Barcelona Fashion e líder da área da moda do Consórcio de Comércio, Artesanato e Moda da Catalunha (CCAM), baseia-se na abertura internacional seletiva, que tem permitido à passarela ganhar presença na imprensa... e com uma qualidade notável, destacando-se especialmente a poderosa oferta de moda masculina. Dos fatos fluidos imaginados sob a crítica ao racismo, assinados pelo supracitado Umit Benan, às peças de lã, seda e caxemira, com o espírito marinheiro do criador peruano de origem asiática Esaú Yori. Vale a pena ainda destacar o trabalho notável de cores, estampados e geometrias da marca unissexo de origem sul-africana Chulaap, cujo designer, Chu Suwannapha, destacou "a beleza da diversidade e da liberdade de expressão" da passarela de Barcelona.

A captação estrangeira recebe a bênção local


Pablo Erroz - outono-inverno 2019 - Moda Feminina - Barcelona - © PixelFormula


"A 080 precisava de uma mudança, um impulso, uma evolução", admitiu Pablo Erroz, o designer de Maiorca que já soma oito edições do evento e que, no seu último desfile, apresentou a coleção marcada por silhuetas sport “Up to you”. “Quanto mais forte for a passarela, melhor para os seus designers. Pareceu-me muito positivo o facto de trazer designers internacionais para que o nome de Barcelona se comece a ouvir novamente, recuperando o espírito original da passarela", disse, comentando o impacto positivo que as mudanças têm tido também nos regressos ao nível da imprensa.

Por seu lado, o jovem criador Jaime Álvarez, que conquistou pela terceira vez o prémio de melhor emergente pela coleção 'Road to Goa', compartilha a visão de Erroz. "A 080 subiu bastante de nível. Notou-se especialmente nesta edição com a participação de designers estrangeiros muito bons", admitiu. E sublinhou como o apoio da passarela, que entrega este prémio de 15 mil euros, tem sido até agora fundamental para o desenvolvimento da marca. "Tanto o reconhecimento pessoal como o económico, que nos permitiu trabalhar com certos tecidos e ajuda na produção, contar com uma agência de comunicação que nos apoia e vender em lojas multimarca", agradeceu o sevilhano.
 
O seu não foi o único trabalho a receber um reconhecimento especial nesta edição. `The Makers', a primeira coleção de mulher da designer Cristina Fernández para a Little Creative Factory foi galardoada com o Prémio Nacional 080 para a melhor coleção de passarela, graças a uma proposta de peças atemporais de algodão, tweed, musselina e lona. Por seu lado, a veterana Lebor Gabala, que celebrou o seu décimo desfile na passarela catalã, ganhou o prémio Modacc para marcas internacionais pela sua coleção 'Casual Friday', uma fusão entre desporto e estilo urbano que combina materiais tecnológicos com seda e caxemira.
 
A Catalunha tem um plano


Mans Concept - outono-inverno 2019 - Moda Masculina - Barcelona - PixelFormalu


No plano comercial, o espaço 080 Fashion Showroom , promovido pela Comunidade Autónoma da Catalunha juntamente com o cluster catalão da moda Modacc, fechou a sua sétima edição com um volume de negócios de 2 milhões de euros. Um número que se mantém em comparação com as edições anteriores e que está na linha do indicado por Marta Coca à FashionNetwork.com nos dias anteriores ao evento: "O nosso objetivo neste momento não é multiplicar o retorno de investimento, mas sim aplicar uma estratégia muito qualitativa." Da mesma forma, as interações comerciais entre marcas expositoras e compradores subiu para 300, tendo sido fechados 12 acordos comerciais, números que "poderão aumentar no 'post showroom’", ao longo das próximas semanas. 70% das empresas expositoras, focadas na moda feminina de alto gama, mostraram-se "muito satisfeitas" com os contratos e registou-se 80% de vontade de repetir a participação. Finalmente, entre os trinta compradores internacionais presentes destacam-se os vindos dos Estados Unidos, Hong Kong, Rússia, Reino Unido e Itália.
 
Atualmente, a moda representa 7,5% do PIB catalão e, como sublinhou Pep Generó, presidente do Cluster Modacc e diretor criativo da marca Teoh & Lea, o setor da moda na Catalunha aumentou o seu número de exportações em quase 30% nos últimos cinco anos, para 5 mil milhões de euros. Números a ter em consideração e que impulsionaram o governo catalão a assinar um acordo de colaboração com a Modacc com o objetivo de promover a moda catalã internacionalmente. Conforme anunciado a 5 de fevereiro por Àngels Chacón, ministra de Empresas e Conhecimento da Comunidade Autónoma, estão a trabalhar num plano de aceleração da moda baseado na internacionalização, marketing e sustentabilidade. O roteiro, que começará a ser implementado em 2020, pretende consolidar e fortalecer as exportações da região.
 
A 080 Barcelona Fashion, que celebrará a sua edição de verão de 25 a 28 de junho, novamente no Recinto Modernista de Sant Pau, correspondeu plenamente às expectativas deste projeto de mudança progressiva de direção. Um plano que fala de qualidade, internacionalização e da indústria local que, para continuar nesta linha 'lenta, mas segura', deve garantir resultados positivos a médio e longo prazo, e, por que não, fazer com que Barcelona suba um escalão a nível internacional.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.