2019 é ano de inovação para a Nike

A próxima geração de sapatilhas futuristas, que se adaptam automaticamente ao pé dos atletas, chega ao desporto profissional no próximo ano. A Nike vai lançar, em 2019, uma evolução do modelo HyperAdapt 1.0, numa versão que se foca na adaptação do calçado às especificidades dos pés.


CEO Mark Parker - Nike

Em 2016, a Nike lançou o modelo HyperAdapt 1.0, umas sapatilhas futuristas que se apertavam sozinhas, para atletas. A marca demorou mais de uma década a desenvolver a tecnologia com o objetivo de fazer das sapatilhas inspiradas no Regresso ao Futuro II uma realidade, acreditando que o conceito poderia realmente resultar em calçado funcional para atletas. O resultado foi o modelo HyperAdapt 1.0, que, apesar de ter sido uma edição limitada e o preço se ter fixado nos 720 dólares (cerca de 630 euros), foi um marco para a Nike, que deu provas da sua inovação.

No entanto, segundo o CEO Mark Parker, a próxima geração de calçado HyperAdapt será, de facto, usada por atletas profissionais. A revelação de Parker aconteceu num encontro com investidores onde se discutiam os lucros da Nike, divulgou a Quartzy.


2019 é ano de inovação para a Nike - Nike


«No próximo ano, pela primeira vez, a Nike vai levar calçado ajustável para os atletas profissionais», revelou, acrescentando que alguns desportistas testaram o produto durante o verão e que a marca vai disponibilizar o novo modelo a preços mais acessíveis e em maiores quantidades do que na versão anterior.

Como uma plataforma performativa, o objetivo da Nike não é apenas criar calçado que se aperta sozinho. O objetivo é que este se ajuste melhor aos pés dos atletas.
O modelo HyperAdapt 1.0 contava com sensores digitais que eram ativados quando sentiam o peso do pé, fechando-se automaticamente de modo a obter um encaixe seguro. O utilizador podia ajustar os cordões usando botões que estavam de lado.

Contudo, sabe-se agora, o primeiro modelo foi apenas o primeiro passo rumo ao objetivo da Nike de criar calçado que se ajusta automaticamente aos pés, ao apertar e a abrir, que se adapta às mudanças na pressão ou ao inchaço do pé na prática desportiva, no que chamou uma «relação automática e quase simbiótica entre o pé o calçado», sublinhou o CEO. Os pormenores sobre a nova versão do calçado ainda estão no segredo dos deuses, incluindo as vantagens específicas que este traz.


Modelo HyperAdaptNike

Os números do sucesso

Espera-se que o próximo modelo de HyperAdapt ainda tenha um preço elevado e não seja vendido em grande escala. A inovação faz parte de uma estratégia mais vasta da marca para acelerar o seu ritmo de inovação, que deverá ajudar a empresa a crescer na América do Norte, o seu maior e mais importante mercado.

A Nike passou por algumas dificuldades na região no final de 2017 e no início de 2018, mas, no último trimestre deste ano, as vendas na América do Norte subiram cerca de 6%, com o calçado em particular a crescer 5%.

A marca está também a planear o lançamento de novos produtos, antes dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. «Esta é sempre a altura de mostrar a nossa inovação. O período anterior às Olimpíadas é sempre entusiasmante e incrível para a Nike. Por isso, garanto que não vamos desiludir-vos com algumas das coisas que temos a caminho e isso vai começar a ser demonstrado durante os próximos 12 a 18 meses», adiantou Mark
 

Copyright © 2019 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.

DesportoInovações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER