A colorida ode de Jacquemus à Lagoa de Veneza

Abrindo a semana da moda parisiense na segunda-feira à noite, a Jacquemus seduziu com uma coleção que manteve um delicado equilíbrio entre um rigoroso espírito modernista e o estilo solar e colorido que caracteriza a casa. Para apresentar o seu guarda-roupa para o outono-inverno 2019-20, desta vez o criador do sul de França embarcou numa viagem rumo à Lagoa de Veneza, com a sua luz tão intensa e as suas cores calorosas. 


Um look colorido da Jacquemus - Instagram

Em jeito de decoração, nada de gôndolas, mas um lugar agradável com o seu vendedor de legumes, a sua padaria e a sua montra de flores. Não falta roupa pendurada nas janelas, nem a loja de moda, que se chama naturalmente Jacquemus. Ocre, verde, tons terra, azul Prússia... As fachadas de todas as cores das pequenas casas de pescadores reconstituem com fantasia a ilha de Burano. Mas, olhando mais de perto, atrás do aspeto pitoresco escondem-se detalhes invulgares, como o nome da rua dedicada ao arquiteto Le Corbusier ou as casas com janelas escotilha que lembram a arquitetura moderna ...
 
"Esta coleção intitula-se La Collectionneuse, uma vez que se inspira em todos os tipos de referências artísticas, das cadeiras modernistas de Pierre Jeanneret à arquitetura de Gae Aulenti, passando pelos motivos pop de Memphis por Nathalie Du Pasquier. Ao mesmo tempo, continuo obcecado com a cor, como comprovam as cerâmicas que coleciono", confessa Simon Porte Jacquemus nos bastidores.

Para começar, portanto, um guarda-roupa que balaça entre o rigor geométrico, com uma paleta neutra, e um guarda-roupa quase estival, muito mediterrânico, repleto de cores, com looks totalmente rosa choque, verde intenso ou azul elétrico, toques chamativos como um robe-pantalon em couro laranja ou um casaco e um sobretudo em amarelo dourado. Pequenos tops são abertos nas costas.

As silhuetas são sinuosas e confortáveis, com sobretudos envolventes, mas sem botões, calças em lã cozida e camisolas decotadas dotadas de uma aba larga, como uma falsa écharpe. Bolsos quadrados em nylon ou couro em cores vivas assumem a aparência de fronhas de almofada quando usados no final de um braço ou de boias salva-vidas quando pendurados nas laterais de umas calças.
 
A paleta multicolorida da Jacquemus para o próximo inverno - Instagram

Camisas e calças largas são usadas tom sobre tom em branco cândido, azul cigano ou bege militar realçado por um bolso amovível em laranja flúor. Vestidos em seda (vermelha ou azul) sem costas deslizam sobre os corpos.
 
O designer incorporou uma série de detalhes trompe l'oeil, dobrando o canto do tecido numa saia ou na cintura de um trench para parecer que estes se abrem para revelar uma peça de vestuário diferente. O elemento lúdico nunca desaparece, especialmente nos acessórios, com uma série de mini-carteiras usadas nas pontas dos dedos ou à cintura, presas com um cinto.

As modelos também usaram longas e largas jambières de couro, como polainas, colocadas sobre os sapatos ao estilo Pataugas nas mesmas cores, lembrando as botas dos pescadores da lagoa, bem como brincos decorados com lenços, como roupas que secam ao sol... ou cartões postais.
 
Quanto ao vestido de noiva, este é um fato branco masculino pontilhado com pequenos anéis, nos quais se enfiam longos caules de margaridas e tulipas brancas.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER