×
307
Fashion Jobs
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de nov. de 2022
Tempo de leitura
6 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Abertura da Maison Bäumer em Doha associa-se à Baccarat e lança uma nova coleção 'entry-level'

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de nov. de 2022

Uma joalheira que está muito em movimento é a Maison Bäumer, que vai abrir a sua primeira grande loja estrangeira em Doha, capital do Catar, este mês com uma boutique dentro da Printemps do estado do Golfo. A Maison Bäumer abrirá também o seu primeiro corner na Printemps Paris este outono. E, num outono agitado, a marca está a lançar uma nova gama de joias mais acessível. A maison joalheira Place Vendôme também acaba de revelar desenhos para Abeille Noir, ou Black Bee, o último flacon de edição limitada e objeto de arte feito de vidro Baccarat para conter um aroma da Guerlain.


L'Abeille Noir - Maison Baümer


Primeiro criada por Lorenz Bäumer em 2010, como uma Abeille (abelha) de cristal claro, e posteriormente com uma versão com asas douradas, depois com asas prateadas, em 2012, no ano seguinte.
 
"Queria criar um flacon de perfume em forma de diamante", explica Lorenz Bäumer, durante o café e raro conhaque na sua boutique no número 19 da Place Vendôme, o mais famoso local de joalharia fina do mundo.

Em Doha, a nova loja de 200 metros quadrados da Maison Bäumer, situada no interior do novo complexo ultra alto Oásis, deverá abrir precisamente no início do Campeonato do Mundo do Catar, a 20 de novembro. 
 
Decorada por Hubert Le Gall e pelo mestre criador de mobiliário Hervé van der Straeten, a nova loja recria os mesmos códigos que a sua boutique Place Vendôme.
 
"Trabalhamos com tipos de quem gosto, e eu gosto de Hubert e Hervé", sublinha Lorenz.
 
"É um ótimo local na porta da frente da Printemps. Queriam uma marca nova em folha, exclusiva do Golfo. Teremos também dois pequenos salões com vídeos nos quais Lorenz fala dos seus encontros com artesãos de Parianos (na ilha de Pano Koufonisi, Grécia, ndt). São 10 episódios de três minutos, com os nomes de François Perret, que tem uma pastelaria no Ritz, ou Féau Boiseries, que fazem interiores extraordinários", acrescenta Cédric Aumonier, o experiente ex-executivo Webster, que é o parceiro comercial de Lorenz.
 
"Já temos uma clientela considerável do Catar. E temos sido encorajados pela família real a vir ao Catar. Adoram a ideia de um joalheiro criativo vivo, o que é muito importante para encomendas especiais e únicas", sublinha Cedric.
 
Bäumer também tem uma vitrina no Ritz, e está prestes a abrir outra no hotel Le Bristol em Paris, e em dezembro irá lançar uma linha de parceria em Eden Rock em St. Barths. Na semana passada, Lorenz apanhou um avião para Nova Iorque para apresentar uma nova joia chamada La Vie en Rose, que foi usada pela princesa Charlene do Mónaco, quando assistiu aos prémios Princess Grace com o seu marido, o príncipe Alberto II do Mónaco. O diamante vermelho Argyle está agora a ser exposto numa pop-up na 65th Street entre Madison e a Fifth.
 

Lorenz Baümer - Maison Baümer


Lorenz Bäumer vê-se a si próprio como o único joalheiro independente sobrevivente na Place Vendôme. Todos os outros são controlados por gigantes de luxo. Engenheiro de profissão, Bäumer foi o designer fundador da coleção de joias de alta gama da Chanel, antes de passar oito anos com a Louis Vuitton. "Na altura, as pessoas pensavam que tínhamos perdido a cabeça ao tentar criar joias de luxo para uma maison de moda como a Chanel. Isso era para ser o trabalho de Harry Winston ou Van Cleefs, etc... Mas certamente conseguimos alcançar esse objetivo! Mais tarde, Monsieur (Bernard) Arnault pediu-me que fizesse a mesma coisa pela Vuitton. Mas a certa altura decidi que é bom ajudar os outros, mas agora devo cuidar mais de mim", sorri Lorenz.
 
"Sabe-se que quando se trabalha para um grande grupo, pode ser arriscado. Chega sempre um momento em que alguém diz que já não gostamos dos nossos relógios, adeus. Portanto, é melhor ser 'chez toi' (em casa, em francês)", insiste.
 
Bäumer abriu a sua boutique há quase uma década na Place Vendôme. Para além das elegantes joias, inclui uma cabina com uma mesa de quatro, com as suas próprias placas de cerâmica e um letreiro de madeira onde se lê Gone Surfing. Um surfista ativo, cuja ilha de surf favorita é Sumba, "três ilhas depois de Bali", Lorenz também criou relógios em titânio leve H2O, cortados como uma gota de água e feitos em azul do Egeu. Embora a sua ideia mais cool seja utilizar o meteorito como um relógio Daguerreótipo, permitindo aos clientes personalizá-los e até gravá-los nos seus próprios rostos.
 
"Gosto de fazer peças de joalharia com espírito. Gosto de beleza, qualidade e autenticidade. É por isso que metade do que eu faço é por encomenda. Gosto de trabalhar com materiais diferentes como meteorito ou titânio, mas sempre a contar uma história", explica, diante de uma janela interior, com um anel de meteorito terminado com um diamante jonquille, ou diamante daffodil, com uma etiqueta de preço de 165.000 euros.
 
Em comparação, a sua nova edição limitada Baccarat Abeille Noir apenas lhe trará de volta 25.000 euros.
 
A Guerlain gosta de trabalhar com animais em harmonia com os valores da maison. Como a sua "Tortue" dos anos 20. Demorou tanto tempo a construir o seu edifício nos Champs-Élysées, por isso "deram-lhe o nome de Tortue (tartaruga em francês) em homenagem". A Guerlain também apoia um programa global de conservação de abelhas, nomeadamente ajudando a patrocinar uma reserva de abelhas negras e uma colónia de colmeias na ilha Quessant ao largo da Bretanha.
 
Quando, sugere 25.000 euros por um flacon de cristal, ele ri: "Caro? Eu não tenho essa impressão. É muito menos caro que o meu basquetebol de cristal"!
 
A bola de cristal biselada de Lorenz cheia de raro conhaque Paradis, criada com o Cognac Hennessy, o patrocinador da NBA, celebrou o 75.º aniversário da competição no ano passado. Também fabricado pela Baccarat, os seus 75 exemplos vendidos por 150.000 euros.
 
Bon vivant, Bäumer guarda um stock de whiskies raros, bourbons e conhaques na sua carroçaria para clientes exigentes. Perto de uma foto de Karl Lagerfeld de Lorenz com a princesa Charlene do Mónaco, ostentando uma tiara de estrela cadente que este fez para o seu casamento com Alberto II.
 
"É talvez a obra mais bela da minha carreira, feita para um momento único de cumplicidade e romantismo na vida de alguém. Quando uma mulher se torna princesa e entra para a história", diz Bäumer, um pai de três filhos.


Nova Coleção da Baümer - Maison Baümer


Embora também espere que a sua nova coleção de pulseiras e anéis introduza uma clientela mais jovem na sua marca. Com base em três coleções icónicas chamadas Pense à Moi, Les Inséparables, Battement de Cœur, que significam Pensa em Mim, Os inseparáveis e Batimento Cardíaco. 
 
"A Battement de Cœur é inspirada pela imagem de ver o primeiro batimento cardíaco do nosso primeiro filho no monitor após o nascimento. Enquanto que o nosso anel Morse é cinco anéis, soletrando A M O U R em código Morse", diz o joalheiro do anel de ouro rosa a retalho por 3.500 euros. Com elegantes pulseiras de corda em azul, vermelho, roxo e preto, com preços inferiores a 1.000 euros, parecem ideais para o comércio eletrónico e para abrir um outro universo de consumidores.
 
"Seria bom tornar a Place Vendôme menos elite", conclui.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.