×
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
25 de nov. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Adidas investiga acusações contra Kanye West

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
25 de nov. de 2022

A Adidas revelou na quinta-feira que abriu uma investigação sobre alegações de comportamento inadequado contra funcionários visando o rapper americano Kanye West.


Kanye West na primeira reunião de apoio à sua candidatura à presidência, em North Charleston, Carolina do Sul, EUA - Photo prise le 19 juillet 2020 / Reuters / Randall Hill


O grupo, que encerrou a parceria com o criador de moda no mês passado, disse ter recebido uma carta anónima contendo várias denúncias contra o músico, que agora se autodenomina Ye West.

A investigação segue-se a um artigo da revista Rolling Stone que detalhou supostos incidentes de comportamento inadequado em relação à equipa. A Rolling Stone citou entrevistas com mais de duas dúzias de ex-funcionários da Yeezy e da Adidas.

Segundo a revista, antigos membros da equipa enviaram uma carta anónima à Adidas na qual afirmam que os dirigentes da empresa estavam cientes do comportamento de Ye West, mas fecharam "os olhos" e "desligaram a bússola moral". "Não é claro  neste momento se as acusações feitas na carta anónima são verdadeiras", disse um porta-voz da Adidas à Reuters. "No entanto, levámos essas alegações muito a sério e tomámos a decisão de iniciar imediatamente uma investigação independente sobre o assunto."

Não foi possível entrar em contacto com Ye West para comentar.

De acordo com o Financial Times, que noticiou a investigação, a Union Investment, a terceira maior gestora de ativos da Alemanha, escreveu à Adidas na quinta-feira pedindo mais informações sobre as acusações. A Union Investment não respondeu imediatamente a um pedido de comentários.

Ye West suscitou polémica nos últimos meses ao encerrar publicamente os laços com grandes empresas e reclamar nas redes sociais contra outras celebridades.

© Thomson Reuters 2023 Todos os direitos reservados.