Aeffe regista crescimento de 11% em 2018 para 346,6 milhões de euros

O grupo italiano Aeffe, proprietário de marcas como Alberta Ferretti, Moschino e Pollini, anunciou que encerrou o ano de 2018 com uma faturação consolidada de 346,6 milhões de euros, um aumento de 11,2% a taxas de câmbio constantes e de 10,9% à taxa de câmbio atual, em relação ao ano anterior. 


Moschino - Moda Masculina - Alta Costura - primavera-verão 2019 - Facebook/Moschino

"O início do novo ano fiscal está a beneficiar do aumento das vendas para a temporada de primavera-verão de 2019 (+6%) e da tendência positiva das coleções pré-outono/ inverno de 2019. Estamos, portanto, confiantes e acreditamos que estes sinais encorajadores serão confirmados nos próximos meses", declarou o presidente executivo do grupo, Massimo Ferretti, num comunicado.

Em 2018, a faturação da divisão prêt-à-porter foi de 265,6 milhões de euros, um crescimento de 11,2% a taxas de câmbio constantes (+10,8% ao câmbio atual). A divisão de calçado e artigos de couro apresentou um aumento de 9,3% à taxa de câmbio constante e atual, para 118,3 milhões de euros.

A região da Grande China registou um aumento de 27,8%, e o resto do mundo observou um aumento de 17,7%. Na Europa (exceto Itália), as receitas cresceram 4,6%, e em Itália aumentaram 10,7%.

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER