×
371
Fashion Jobs
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Dolce Vita Tejo (Ubbo) - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Amadora
H&M
Department Manager Lisboa
Efetivo · Lisboa
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time/ Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
RALPH LAUREN
Sales Associate Part Time / Vendedor de Loja (Part Time)
Efetivo · Modivas
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Évora
TIFFOSI
Store Manager/ Gerente de Loja
Efetivo · Beja
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
HUGO BOSS
Sales Associate Hugo Boss Centro Comercial Lisboa (f/m)
Efetivo · Lisbon
LEVI'S
Part-Time 20h Levi Strauss Eci
Efetivo · Vila Nova de Gaia
SALSA
Digital Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Paid Marketing, Newsletters e Redes Sociais
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Coimbra - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Nosso Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila Real
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto Centro - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
SALSA
Trade Marketing Assistant – Suporte Aos Canais Wholesale & Department Store
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Fórum Algarve - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Faro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vila do Conde Fashion Outlet - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Vila do Conde
SALSA
Conseiller(e) de Vente 30h Aeroville
Efetivo · Paris
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
4 de nov de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Afetada por Hong Kong, Estée Lauder será menos lucrativa este ano

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
4 de nov de 2019

O grupo de cosméticos Estée Lauder anunciou que terá o seu lucro reduzido este ano, afetado pelos protestos em Hong Kong, pelo Brexit e pela desaceleração do crescimento na China.


Estée Lauder


O anúncio foi mal recebido em Wall Street, onde as ações caíram mais de 4% no início do pregão na quinta-feira (31). A empresa espera agora um lucro por ação entre 5,85 e 5,93 dólares para o ano fiscal 2019/2020, que será concluído a 30 de junho. A sua previsão anterior era de 5,90 a 5,98 dólares, enquanto os mercados financeiros estimavam 5,97 dólares.

A Estée Lauder justificou a sua decisão pelos "custos relacionados com o Brexit no Reino Unido, riscos associados às negociações comerciais em andamento entre os Estados Unidos e vários países, a antecipação de um crescimento moderado e gradual das vendas líquidas na China ( ...) e as dificuldades contínuas em Hong Kong, afetando as áreas de centros comerciais".

Os grupos de luxo estão a ser particularmente afetados pelos protestos em Hong Kong, que levaram ao fecho de lojas em áreas turísticas. Sem fornecer dados precisos, a Estée Lauder disse que as suas vendas caíram no primeiro trimestre. Hong Kong representou um pouco menos de 4% da faturação global do grupo norte-americano.

No trimestre encerrado a 30 de setembro, correspondente ao primeiro do seu ano fiscal, o lucro líquido cresceu 19,1%, para 598 milhões de dólares, e a faturação aumentou 10,5%, para 3,9 mil milhões de dólares.

Em termos de desempenho por região, a Ásia teve o melhor, com um aumento de 23,8% nas vendas, para 1,06 mil milhões de dólares. Europa, Médio Oriente e África registaram um aumento de 17% nas vendas, para 1,68 mil milhões de dólares, enquanto as Américas viram o seu volume de negócios cair 6%, para 1,16 mil milhões de dólares.

Por divisão, a de cuidados com a pele, que incluiu as marcas La Mer e Clinique, registou um crescimento de 24% nas vendas, para 1,84 mil milhões de dólares. As vendas de produtos de maquilhagem, impulsionadas pelas marcas Tom Ford e M.A.C, aumentaram 2,6%, para 1,44 mil milhões de dólares. Por outro lado, as vendas de perfumes caíram (-2,1%, para 462 milhões de dólares), assim como a de produtos para cabelo (-4,9% a 136 milhões).

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.