×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de ago de 2019
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Agent Provocateur reduz perdas pela metade em 2018

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de ago de 2019

A marca britânica de lingerie de luxo Agent Provocateur publicou resultados encorajadores para o seu exercício de 2018, com as vendas em alta e as perdas em forte redução.


A Agent Provocateur foi lançada na Grã-Bretanha em 1994 por Joseph Corré e Serena Rees. - Agent Provocateur


A marca, financiada pelo grupo de distribuição Sports Direct, de Mike Ashley, desde que este a salvou em 2017, publicou perdas de 9,6 milhões de libras esterlinas (10,6 milhões de euros) no exercício de 2018 (encerrado a 31 de dezembro), em comparação com 18,9 milhões no ano passado.
 
Ao mesmo tempo, o volume de negócios aumentou mais de 1 milhão de libras esterlinas para 18,1 milhões (20 milhões de euros), embora a empresa tenha admitido que “as dificuldades do setor do retalho levaram a resultados abaixo do esperado nas lojas físicas do grupo”.

Fundada em 1994 pelo filho de Vivienne Westwood, Joseph Corré, e a sua ex-mulher Serena Rees, a Agent Provocateur está atualmente em processo de relançamento para se posicionar no nicho do desenvolvimento sustentável.
 
Mike Ashley comprou a marca através da Four Holdings por 30 milhões de libras esterlinas, numa transação descrita como uma "desgraça para os negócios britânicos" pelo cofundador da marca em 2017. A Sports Direct de Mike Ashley detém uma participação de 25% na Four Holdings.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.