×
307
Fashion Jobs
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
12 de out. de 2022
Tempo de leitura
5 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Alexander McQueen: à Hora de Greenwich e com Paris nos planos da maison

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
12 de out. de 2022

Não por último, e não menos importante, a maison Alexander McQueen lançou a sua última coleção na terça-feira (11 de outubro), um visual escuro mas glorioso apresentado dentro de uma cúpula gigante de membrana sintética, no Royal Navy College, em Greenwich.


Look Alexander McQueen para a primavera-verão 2023 apresentado em Greenwich - Alexander McQueen


À Hora de Greenwich, uma coleção que foi como um comentário sobre a nossa época e como uma seleção de roupas soberbas para mulheres exigentes. As suas imagens mais poderosas foram um quarteto de looks, fazendo referência a Hieronymus Bosch, e transformando as imagens do depravado pintor e gravador flamengo dos séculos XV e XVI, que representa os vícios, os pecados e os temores de ordem religiosa que afligiam o homem medieval, em roupas orgulhosamente perfurantes e brilhantemente impressionantes. Neste contexto, salientamos a sua obra intitulada "As Tentações de Santo Antão" exposta no Museu Nacional de Arte Antiga em Lisboa.

Embora a história maior fosse a superlativa alfaiataria, de uma maison que é sem dúvida a alfaiataria mais inovadora da moda atual. 

Devido à morte da rainha Elizabeth II do Reino Unido, várias marcas também impulsionaram o seu show, datado nessa semana da moda em Londres, incluindo Roksanda Ilincic e Raf Simons. Embora a maison de McQueen pretendesse sempre organizar o seu desfile fora de qualquer calendário oficial. 

A alfaiataria dominou os looks de abertura da Alexander McQueen. Frocks cortados em forma de espartilho à frente e caudas penduradas atrás. Macacões smoking com ombros de poder e costas cortadas. E calças que reanimaram as famosas calças de baixo nível do fundador Alexander 'bumster'.

Juntamente com sensacionais fatos-corpo em forma de espartilhos embutidos e feitos em intarsia vermelha ou malha preta. Então, a diretora criativa da maison, Sarah Burton, começou a enviar peças de declaração – como um body casulo com enormes franjas de pássaros do paraíso.  

A atual diretora criativa Sarah Burton também encontra poucos pares quando se trata de drapear. Para citar alguns exemplos, um brilhante vestido de couro lápis lazúli assimétrico usado com luvas longas a condizer. Deusa das rochas no seu melhor. Ou um vestido de couro preto digno de samurai, onde a modelo empoleirava as mãos dentro do vestido, ao estilo do ator japonês natural da China Toshirô Mifune. Além disso, os vestidos maníacos da Sarah em malha de viscose vermelha compacta serão extremamente influentes.

Um olhar sempre presente em muitos looks. Concebidos para serem do tamanho de um vestido branco de polipropileno cortado como pétalas gigantes e usado sobre um soutien desportivo; ou um olho que brilha de um blazer feminino de peito duplo em viscose branca. O maior olho que aparece num leotardo incrustado em cristal e meias presas usadas por Naomi Campbell.

"Queria perguntar, como se encontra a humanidade nestes tempos muito difíceis? Trata-se de abrir os olhos. O símbolo mais único da humanidade, cada um deles é como uma impressão digital e cada um é completamente individual. E na alfaiataria, tudo é cortado cirurgicamente, não há muito embelezamento superficial. Queria perguntar, como se faz a alfaiataria e se brinca com as proporções do corpo de uma mulher e se dá poder e revelação? É uma questão de uma mulher se vestir para uma mulher, e não de um olhar masculino", explicou Burton.


Look Alexander McQueen para a primavera-verão 2023 apresentado em Greenwich - Alexander McQueen


Outro elemento que faz de Sarah Burton uma designer tão grande é que esta nunca é literal. O seu look de abertura à maneira de Bosch foi na realidade todo monocromático, onde a sua imagem era vista em delicados bordados a branco – não uma cor que se associa ao mestre holandês. Mas talvez a imagem mais memorável desta coleção muito especial seja o vestido de couro cortado e os macacões com bordados de alta costura que recordam a obra de Bosch denominada "O Jardim das Delícias" – exposta no Museu do Prado em Madrid, que descreve a história do Mundo a partir da criação, apresentando o paraíso terrestre – uma técnica vista até às botas bordadas.

"Parece que hoje estamos quase noutra era negra. É também algo que sempre observámos na McQueen – vida, morte, destruição e beleza. Há um minuto de beleza em Bosch, no entanto vê-se a escuridão onde há tanta beleza", sublinhou Burton.

Sarah Burton foi a mão direita de Alexander McQueen quando concebeu a agora lendária coleção "Widows of Culloden" (Viúvas de Culloden) de 2006, inspirada no Jacobite Rising (ascensão jacobita de 1745, também conhecida como a Rebelião Quarenta e Cinco ou simplesmente a de 45), que levou ao massacre sangrento de 1746, a última batalha travada em solo britânico. Perto da exposição de hoje está o National Maritime Museum com bandeiras capturadas na Batalha de Trafalgar, a maior vitória naval britânica. 

A exposição também marcou uma estreia em Londres para o CEO da maison, Gianfilippo Testa, que entrou a bordo em março. Este revelou que McQueen planeia regressar aos desfiles em Paris na próxima temporada, no calendário oficial das passerelles francesas. Isto segue-se a um hiato de vários anos. Há seis meses, a maison apareceu em Nova Iorque, e há um ano em Londres, após uma pausa de um ano devido à pandemia.

Esta coleção McQueen para a primavera-verão 2023 foi exposta sob a elegante fachada neoclássica da obra-prima do lado do rio Tamisa, uma das maiores obras do arquiteto Christopher Wren (Sir).

Com o apoio de uma banda sonora estimulante, incluindo "Transport" by Kamil Van Derson, o 41 parece ter o clímax de um vestido de noiva selvagem desconstruído feito principalmente de bordados Bosch.

No fundo estava o Royal Observatory, lar do primeiro meridiano, o ponto de referência zero para a observação astronómica. E um ideal para esta coleção, o ponto de partida para qualquer discussão sobre a grande alfaiataria contemporânea e estilo artístico.
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.