×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
14 de jan de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Alexander McQueen e Henry Moore no Navigli

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
14 de jan de 2020

As marcas que querem aprender a fazer uma apresentação convincente deveriam ter enviado um olheiro ao evento de Alexander McQueen realizado no último fim de semana. O desfile apresentou a mais recente coleção masculina da marca britânica, inspirada no trabalho do escultor Henry Moore, e foi uma verdadeira lição para aprender a combinar arte, bom gosto e fotografia.


Look da coleção Alexander Mcqueen - Silhouette de la collection Alexander Mcqueen


E o local do desfile, uma fabulosa fábrica antiga no Navigli, o distrito de canais de Milão, foi decorada com poltronas envelhecidas e móveis estilo Gio Ponti. Fotografias enormes de lookbooks foram exibidas nas paredes, imagens brutas das peças em exibição. Como alta costura celta para homens.

A um canto, um quinteto de instrumentos de cordas constituídos por dois violoncelos e três violinos tocava música de câmara, a mesma que Henry Moore ouvia no seu estúdio.

Trabalhos de primeira linha foram vistos em todo o desfile, como os casacos de três quartos em tweed rústico do Donegal preto carvão, ou em camurça em tons minerais, ou ainda cortados em couro notável. Este último cortesia de William Clark, o último artesão irlandês a praticar a arte antiga de debulhar tecidos. Uma técnica usada para o linho nas coleções femininas da primavera de 2020 de Alexander McQueen.


Look da coleção - Silhouette de la collection Alexander Mcqueen

 
O elenco brilhantemente escolhido desfilou com sweaters de losangos compostos de uma mistura de mapas, caveiras no estilo McQueen e manchas pretas. Muito estilo celta, com todos os tipos de motivos militares, arreios e bolsos externos. Vários looks foram bordados com notáveis painéis abstratos, com efeitos compostos de lantejoulas com tecelagem densa, metais preciosos e moiré como metal fundido.

Também devemos parabenizar Sergio Salerni, da Urban Production, o melhor produtor de desfiles da Itália, responsável por todos os desfiles da Dolce & Gabbana e Valentino. Milão, McQueen, Itália, Puglia e a cultura celta foram uma boa combinação.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.