Alibaba adquire participação na maior rede de hipermercados da China por 2,9 mil milhões de dólares

O gigante da internet Alibaba disse na segunda-feira (20) que vai investir HK$ 22,4 mil milhões (US$ 2,87 mil milhões) numa participação importante no Sun Art Retail Group Ltd., da China, um passo importante da empresa no retalho offline.

Como parte de uma aliança com a Auchan Retail S.A. e Ruentex Group, a Alibaba vai comprar a participação da Ruentex, enquanto a Auchan Retail deve aumentar a sua participação, disseram as três empresas num comunicado conjunto.


Funcionário espera por clientes na loja de hipermercados Auchan, do Sun Art Retail Group, em Pequim, China, 9 de novembro de 2015. REUTERS/Kim Kyung-Hoon/File Photo

A aliança deve trazer oportunidades para o setor de retalho alimentício da China, de US$ 500 mil milhões, já que a Alibaba está a investir na construção de recursos de grande capacidade no mercado offline, onde são feitas cerca de 85% das vendas.

"As lojas físicas desempenham um papel indispensável na jornada do consumidor e devem ser aprimoradas através de tecnologia baseada em dados e serviços personalizados na economia digital", afirmou o CEO da Alibaba, Daniel Zhang em comunicado.

As ações da Sun Art, que são listadas em Hong Kong e foram suspensas a 13 de novembro, retomaram na segunda-feira (20) e caíram 5,3% durante a manhã, enquanto o índice de referência HSI se manteve plano.

O acordo deve proporcionar ao retalhista francês Groupe Auchan SA, ao grupo Alibaba da China e ao conglomerado taiwanês Ruentex, respetivamente, 36,18%, 36,16% e 4,67% das participações na Sun Art. A Alibaba deve substituir a Ruentex como o segundo maior acionista.

A Sun Art é uma das principais apostas da Auchan no mercado chinês e a rede de lojas tem sido uma bênção para os seus negócios. O investimento da Alibaba integrará as lojas físicas da Sun Art com a plataforma do gigante de vendas online, disseram as empresas em comunicado.

“Unir os líderes do retalho online e offline permitir-nos-á oferecer a milhões de consumidores chineses uma experiência de compra totalmente integrada e world-class", disse Wilhelm Hubner, CEO da Auchan Retail, que aumentará ligeiramente a sua participação na Sun Art como parte do acordo.

A Alibaba investiu mais de US$ 9,3 mil milhões em lojas físicas desde 2015. No ano passado, lançou muitas lojas concept sem funcionários, incluindo supermercados e cafés.

A empresa de US$ 474 mil milhões está a correr mais riscos para garantir compradores offline, rurais e estrangeiros, já que o mercado de comércio eletrónico urbano da China mostra sinais de saturação. Isso incluiu a compra de extensas infraestruturas que a empresa evitava anteriormente.

"Estão a entrar num território que não é a sua força central, como, por exemplo, garantir uma propriedade, as licenças para vender certos produtos, pagar impostos, mais trabalho e assim por diante", disse Weiwen Han, sócio da Bain & Company na China.

"Por um lado, precisam realmente de fazer isso, mas, por outro, estão a enfrentar muitos desafios que nunca haviam sentido."

A Sun Art é a cadeia de hipermercados líder na China com cerca de 8,2% do mercado, de acordo com dados da Kantar Worldpanel.

Conta com cerca de 450 hipermercados em toda a China sob as marcas RT-Mart e Auchan, além de lojas sob a marca Auchan Minute, que não têm funcionários.

A rede demorou a entrar no mercado online, com a plataforma Feiniu desfasada perante players maiores como China Resources e Wal-Mart Stores Inc.

Noutro comunicado, a Sun Art declarou que a Taobao China Holding Ltd., da Alibaba, fará uma oferta geral pela empresa por HK$ 6.50 a ação.
 

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Negócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER