×
328
Fashion Jobs
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Planning Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Sap Apo/Ibp (Snp) Consultant (F/M/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Hcm/sf Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Brand Operating Overheads (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Group Functions Controlling Legal (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Controlling & Reporting - Marketing Working Budget (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
28 de jan. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Alta Costura: do renascimento de Juana Martín ao arco-íris de Yanina Couture

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
28 de jan. de 2022

O último dia do intenso regresso aos desfiles físicos da Paris Haute Couture (PHC) reservou o toque final de dois desfiles de moda de empresas estrangeiras, na passada quinta-feira (27 de janeiro). A primeira delas, com um desfile por entre as tapeçarias Goya da Embaixada de Espanha em Paris, foi a criadora de Córdoba Juana Martín, marcando o regresso à capital francesa dois anos após o seu último desfile físico de moda.


A espanholaJuana Martín diz que o regresso a Paris é um renascimento - Juana Martín


"O regresso a Paris é um renascimento. A pandemia encheu tudo de escuridão, tem sido muito complicado voltar a pôr as coisas nos eixos, mas temos de correr riscos, continuar com a vida e assumir um forte compromisso com a moda espanhola e andaluza", disse a estilista confiante, nos bastidores, defendendo a sua "força como mulher" e a importância de ser a única representação espanhola na agenda da PHC. Uma responsabilidade que Juana Martín partilha com o orgulho das suas origens.

"Atravessar a fronteira de ser a única mulher cigana à cabeça de uma marca é por vezes uma desvantagem, que não facilita as coisas, mas encaro-a sempre como um desafio", sorriu a andaluza, escondida atrás do seu inseparável chapéu cordobês.

Um regresso à praça de touros representado num total de 22 looks, que parece estritamente limitado ao preto e branco, refletindo "a luz ao fundo do túnel que se pode ver depois daquele longo sentimento de tristeza" característico dos dois longos anos da pandemia. Para celebrar o regresso ao presente, Juana Martín insistiu no artesanato da sua terra e das suas raízes flamencas. O resultado? Silhuetas voluptuosas sempre fiéis aos peculiares folhos e saltos andaluzes, com pontos de polca reinterpretados sob a forma de tachas de rocker, volumes em mangas ou organza, guipur e renda.
 
Por outro lado, os tops sobrepõem camadas de seda, criando a ilusão de flores na primavera, enquanto os entroncados toureiros acrescentam um toque masculino e os minivestidos transparentes com strass oferecem um aspeto mais sugestivo. Os acessórios também tomaram o centro do palco com cinco modelos de óculos de sol da VOA Collective, que fabrica as suas peças por artesãos japoneses.


A Yanina Couture da russaYulia Yanina levaas cores do arco-íris a Paris - FNW


Apenas algumas horas mais tarde, foi a vez da empresa russa Yanina Couture fechar o calendário dos desfiles físicos de moda. Para esta ocasião, a marca decidiu vestir-se, utilizando para o seu desfile de moda os salões da impressionante embaixada russa em Paris, um imponente edifício localizado no 16.º Arrondissement. Para surpresa dos presentes, abriu o desfile com um mini vestido a combinar com um casaco voluptuoso de ondas chiffon, tingido com as cores do arco-íris. Um desenho que, como a designer confessou nos bastidores após o show, era o preferido de todos os apresentados. Um hino ao otimismo e à liberdade que pintou as primeiras silhuetas do desfile em riscas de cor.

Espírito dos anos 60, música disco, efeitos vaporosos e reminiscências de Brigitte Bardot envolvem uma coleção que reflete a explosão da primavera, não só através de uma paleta cromática intensa, mas também graças à leveza das suas impressões geométricas, mangas inchadas ou borboletas, saltos sobrepostos, camadas volumosas, detalhes de penas ou transparência e brilho de pedraria numa série inteira de looks brancos e metálicos.

"Após dois anos difíceis, estou extremamente feliz por estar de volta a Paris, cheio de energia positiva. É a coleção mais emocionante da minha carreira, que fala da natureza, do desejo e da energia de viver. Agora apreciamos muito mais tudo o que temos, todas as coisas simples que nem sequer vimos antes", disse Yulia Yanina, a criadora por detrás da marca sedeada em Moscovo, não escondendo a sua própria excitação. "Temos de voltar a desfrutar, sonhar, celebrar grandes eventos, apreciar tapetes vermelhos", insistiu, prometendo voltar à Paris Haute Couture e dar notícias no próximo mês de julho.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.