Anaïs Jourden estreia-se com sucesso em Paris

Por detrás do seu rosto infantil, a pequena Anaïs Mak esconde uma mulher bastante determinada. Há quatro anos, a designer declarou numa entrevista a sua intenção de desfilar em Paris. E agora alcançou esse objetivo. Com 28 anos, esta criadora saída da burguesia de Hong Kong apresentou na terça-feira o seu primeiro desfile, posicionando-se no calendário da semana da moda parisiense um pouco antes da Louis Vuitton.
 
Anaïs Jourden, outono-inverno 2018-19 - PixelFormula

Formada no Studio Berçot, após terminar os estudos Mak lançou a sua marca de prêt-à-porter feminino Jourden (o seu segundo nome), que nesta temporada foi renomeada Anaïs Jourden, beneficiando de imediato do apoio da loja de moda de Hong Kong Liger, onde fez um estágio antes de se lançar a solo.
 
Pragmática, a jovem estilista deixa Paris após os seus estudos para regressar a Hong Kong, onde os alfaiates são altamente qualificados e mais acessíveis, o que lhe permite criar as suas primeiras coleções cápsula.
 
As suas criações extremamente femininas, com um toque aristo-barroco e de fabrico cuidado, não tardaram a seduzir uma série de celebridades, algumas das quais viajaram para assistir ao seu primeiro desfile. Foi o caso da cantora Flore Benguigui, a atriz australiana Adelaide Kane ou ainda a blogger de Hong Kong Mayaoo.
 
Anaïs Mak apresentou uma coleção para o outono-inverno 2018/19 muito delicada, quase evanescente, com vestidos em guipure, conjuntos em tule transparente decorados com grinaldas metálicas e casacos estilo Chanel em tecidos desgastados.


Anaïs Jourden, outono-inverno 2018-19 - PixelFormula

Os inteligentes vestidos em popelina de algodão, franzidos ou com folhos, são apresentados juntamente com roupas muito mais sexy, com túnicas e corpetes transparentes negros ou brancos às bolinhas, ou calções de ciclista em rede usados com botas acima do joelho em camurça com atilhos ou botins ao estilo do início do século XX.
 
Blusas em algodão com laços enormes, conjuntos em veludo rosa bebé ou ainda blusões e vestidos riscados com fios azuis brilhantes completam este guarda-roupa.
 
A Anaïs Jourden, que esteve na concept store parisiense Colette no outono passado, já é distribuída nas melhores lojas e em vários grandes armazéns como Barneys, Lane Crawford, Isetan, Tom Greyhound e o Bon Marché.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER