×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de dez. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Anna Bakst, CEO da Kate Spade, vai deixar a empresa

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de dez. de 2019

A Tapestry, Inc. anunciou que Anna Bakst, CEO e presidente da marca Kate Spade, deixará a empresa no final do ano.


Michael Kors


A Tapestry anunciou que já começou a procurar um substituto para Anna Bakst e que Joanne Crevoiserat, diretora financeira da Tapestry, irá substitui-la provisoriamente. Esta irá supervisionar a estratégia e as operações da Kate Spade e trabalhar em estreita colaboração com a equipa de gestão da marca.

Anna Bakst assumiu o cargo de CEO e presidente da Kate Spade em abril de 2018. Antes de ingressar na marca, foi presidente da Michael Kors e presidente da divisão de calçado e acessórios da The Donna Karan Company.

“Agradecemos a Anna Bakst pela paixão e compromisso que colocou no seu trabalho na Kate Spade", disse Jide Zeitlin, presidente e CEO da Tapestry, grupo proprietário de marcas como Kate Spade, Coach e Stuart Weitzman.

“Estamos a avançar rapidamente e já estamos à procura de um substituto. A nossa forte equipa de gestão e Joanne Crevoiserat levarão o negócio adiante, em linha com a visão criativa de Nicola Glass. Até ao momento, os resultados da Kate Spade neste trimestre estão em linha com o esperado e contamos com a nossa capacidade de cumprir os objetivos estabelecidos para o período de Natal. Esperamos fornecer mais detalhes sobre os resultados do segundo trimestre no próximo anúncio em fevereiro", acrescentou Zeitlin.

A marca, que se tem esforçado para rejuvenescer a sua imagem com lançamentos e pop-ups de novos produtos, sempre foi uma fonte de problemas para a Tapestry desde que esta a adquiriu em 2017. Além de lidar com a queda nas vendas, o excesso de stock e criações sem novidades, o último obstáculo para a Kate Spade tem sido combater as tarifas sobre roupas e joias importadas da China, onde fabrica grande parte desses produtos. 

As vendas comparáveis ​​da Kate Spade caíram 16% no primeiro trimestre e, em novembro, a Tapestry disse esperar uma queda de 7 a 9% nas vendas neste trimestre.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.