Anthony Vaccarello renova contrato com Saint Laurent por mais três anos

Anthony Vaccarello, conhecido pelos seus looks chics e assimétricos, renovou o seu contrato com a Saint Laurent por mais três anos, informaram fontes da indústria com conhecimento em primeira mão do assunto à FashionNetwork.com.



O designer belga, que ingressou na Saint Laurent em 2016, depois de trabalhar na Versus Versace, tem impulsionado com sucesso o crescimento da marca francesa, que é a segunda marca de moda da Kering, depois da Gucci, em termos de tamanho e rentabilidade.
 
"Renovou o contrato este mês por mais três anos", disse uma das fontes sob condição de anonimato. "Eu sabia que ele iria permanecer na YSL, embora algumas pessoas sugeriram que poderia sair", disse outra fonte. Ninguém na Kering ou na Saint Laurent estava disponível para comentar o assunto.

O acordo com Anthony Vaccarello deve tranquilizar os investidores e sinalizar estabilidade para a marca francesa. Este ano, o grupo de luxo Kering passou por muitas mudanças. O grupo controlado pela família Pinault encerrou a sua parceria com Stella McCartney e Christopher Kane e substituiu o estilista de longa data da Bottega Venetta, Tomas Maier, pelo jovem designer britânico Daniel Lee, para reavivar a marca italiana do ponto de vista criativo. A Kering também se desligou da marca desportiva Puma, e também da Tomas Maier, que será encerrada.


Ver o desfile
Saint Laurent - outono-inverno 2018 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

Vaccarello supervisionou o crescimento sólido da Saint Laurent desde que começou a trabalhar para a marca, substituindo o designer Hedi Slimane, que impulsionou o crescimento da marca para níveis recordes. Hedi Slimane também supervisionou todos os aspetos do desenvolvimento da marca, do design das roupas ao site da marca até às fotografias das campanhas publicitárias. No ano passado, as receitas da Saint Laurent cresceram 25% numa base comparável, para 1,5 mil milhões de euros. No semestre, até 30 de junho, as receitas like-for-like aumentaram quase 20%, para 808,2 milhões de euros, aproximando-se da meta a médio prazo de 2 mil milhões de euros em receita anual, e da meta a longo prazo de 3 mil milhões de euros. Em comparação, a Gucci tem uma faturação anual de 6,2 mil milhões de euros, superior à da Hermès e da Christian Dior (embora a receita seja proveniente, principalmente, de perfumes e cosméticos), que geram cerca de 5,5 mil milhões de euros em receita anual.

A Saint Laurent tem apresentado um impressionante crescimento de dois dígitos nos últimos sete anos e tem vindo a expandir-se agressivamente, abrindo cerca de vinte lojas por ano. No entanto, o crescimento das vendas, que anteriormente atingiu níveis estratosféricos de mais de 70%, normalizou nos últimos trimestres.

Anthony Vaccarello irá apresentar a sua nova coleção durante a Semana da Moda de Paris na próxima terça-feira, enquanto Hedi Slimane, que se juntou à Celine como diretor criativo da LVMH no início deste ano, revelará a sua primeira coleção para a marca na sexta-feira.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosNomeaçõesNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER